Início > Análise > Qual o problema da Oi FM?

Qual o problema da Oi FM?

Por Anderson Diniz Bernardo, do blog Midia Clipping

Nesta terça (07), foi publicado o resultado da mais recente pesquisa de audiência de rádio do Ibope, com dados sobre as FMs de São Paulo. Uma coisa chama a atenção, mais até do que as primeiras colocadas: a constante presença da Oi FM na última posição.

(Veja o resultado de pesquisas anteriores: Fevereiro a Abril/2011 e Janeiro a Março/2011)

A “estabilidade” da Oi no último lugar só foi quebrada na primeira pesquisa de 2011 por ser a primeira que contava com a Scalla FM, que tinha acabado de voltar ao dial. Mesmo assim, a Scalla FM pulou para a penúltima posição já na pesquisa seguinte, mesmo sem nenhuma divulgação no período.

É comum algumas das rádios mais interessantes não aparecerem entre as mais lembradas no Ibope simplesmente porque são segmentadas. Mas por que justo o último lugar para a Oi? E por que até a Scalla instrumental, que foi dispensada pelo grupo CBS/Mundial no passado, ultrapassa a Oi já na segunda pesquisa em que aparece?

A Oi FM tem vinhetas e chamadas bem produzidas, apresentadores conhecidos, programetes variados e bons programas locais, como o novo “Rádio Café” e “De Carona”. Transmitiu ao vivo o show do U2 em São Paulo e é a rádio oficial do São Paulo Fashion Week. Mas é menos lembrada que todas as outras!

Qual o problema, então?

Será a música? E, se for, o que exatamente?

Será que o conceito do “livre” aplicado à programação musical faz com que a Oi FM fique sem posicionamento claro?
Falta música brasileira?
Falta Rock?
Sobra Rock?
A programação é alternativa demais?
Ela exagera nas novidades, que são valorizadas por um público que tem buscado músicas novas mais na Internet que no rádio?

E, se o problema não estiver nas músicas?

Falta locução ao vivo?
Falta participação de ouvintes no ar?
Ainda falta sotaque paulistano na filial paulistana?
O sinal é fraco?

Será que é tudo isso? Ou será que não é nada disso?

Desde que comecei a escrever por aqui, já disse algumas vezes que não acredito na metodologia do Ibope para medir audiência no rádio. Mas, quando uma rádio é sempre a menos citada, alguma coisa deve estar errada!

No Rio de Janeiro, capital que tem a emissora desde 2006, o resultado é parecido: no levantamento mais recente, a Oi FM aparece na frente apenas da MEC FM e da Roquette Pinto.

Pode ser que a Oi esteja mais preocupada com a quantidade de “ADORO” e “ODEIO” que recebe por SMS do que com os números do Ibope. Mas não custa lembrar que, nos últimos dois anos, a rádio deixou o dial das cidades de Uberlândia, Santos, Vitória e Fortaleza – situação que não combina muito com bons resultados.

Diante disso, pergunto:

Você ouve a Oi FM? Se não ouve, por que não? Se ouve, o que será que ela tem – ou o que não tem – que faz com que ela seja tão pouco lembrada na pesquisa do Ibope?

Deixe sua opinião nos comentários.

Victor Faria disse…
Aqui no Rio, acredito que a Oi FM se dá muito bem na hora do almoço, quando passa o “Rock Bola” (programa que mistura esporte e humor). Eu ouço sempre!

8 de junho de 2011 23:04
:::Mike disse…
a oi é uma boa radio, porem o playlist deles é de coisas muito alternativas, o mais “mainstream” que toca é strokes, talvez se eles colocassem mais bandas mainstream tipo pearl jam, linkin park, green day, red hot chili peppers e outros do estilo, e colocassem uma locução e interatividade talvez até conseguissem um bom espaço

9 de junho de 2011 01:07
Anônimo disse…
Eu não sei quem está gerindo artisticamente esse projeto da Oi, mas não parece ser um profissional de rádio exatamente, talvez alguma agência de publicidade não é mesmo Anderson? Estou supondo, pois não sei exatamente, até pq, quando algum profissional famoso como o Braga (Mix), Waguinho (89) e etc assume algum projeto, vemos ampla divulgação que eu nunca tomei conhecimento no caso da Oi.

Se o que estou supondo é verdade, eu particularmente prefiro creditar a isso como a espinha dorsal de tudo. Tudo o que voce elencou como possiveis motivos, parecem ter origem na orientação artística da rádio.

9 de junho de 2011 09:40
Anônimo disse…
Se alguém tiver mais informações, poste aqui, pois essa é a minha opinião e espero que, se este for o caso, que coloquem lá um profissional de rádio que resolva a questão e deixe a rádio mais “simpática” digamos assim rs rs

Edmauro Novais

 

About these ads
CategoriasAnálise Tags:
  1. 15/06/2011 às 11:38

    ILMOS(AS) RADIOAMANTES
    O PROBLEMA DESA OI,É QUE O SINAL É MUITO FRACO,DIFÍCIL DE CAPTAR E
    FICA NUMA FREQUÊNCIA MUITO PRÓXIMA DA ANTENA 1 ,QUE É BEM MELHOR EM
    MÚSICA.
    SEM MAIS
    ATENCIOSAMENTE
    ANGEL

  2. 15/06/2011 às 11:40

    ILMOS(AS) RADIOAMANTES

    O PROBLEMA DESSA OI,É QUE O SINAL É MUITO FRACO,DIFÍCIL DE CAPTAR E
    FICA NUMA FREQUÊNCIA MUITO PRÓXIMA DA ANTENA 1 ,QUE É BEM MELHOR EM
    MÚSICA.

    SEM MAIS
    ATENCIOSAMENTE
    ANGEL

  3. TONY DUVALLE
    27/06/2011 às 19:36

    Caros amigos, sou profissional de radio e atuei pela OI FM no inicio do projeto quando tambem foi comprada a radio cidade (rock) do Rio de Janeiro. Na época a emissora focava o publico adulto e inovador, lançando nomes como the Rasmus, Rihanna (fase R&B), Jason Mars, James Blunt, e outros de destaque posteriormente nas radios do Brasil. A Emissora tinha uma linha de programação bem feita e bem adequada a uma proposta adulta. Infelismente o antigo diretor artistico resolveu viajar na helmanns e achou que a radio poderia ser jovem tambem, perdendo totalmente a cara original e não alcançando o publico jovem. Pra se ter uma idéia do mal gerenciamento, não aceitavam locução ao vivo e faziam blitz de promoçao no Rio de Janeiro com equipes vinda de Belo Horizonte. era um casa da mãe joana. Bons e renomados profissionais de BH, foram contratados pra somar na radio, mas foram engessados pela falta de gerenciamento do antigo Diretor e seus proprietarios que alias , fazem otimo trabalho nas outras emissoras do grupo (98 fm, CDL FM e ESTRADA REAL FM).
    Pena a gente ver esse tipo de coisa, mas é o mundo do radio no Brasil.
    TONY DUVALLE – RADIALISTA SJC,SP.

  4. thiago schumacher
    07/12/2011 às 20:49

    Olá , Aqui é Thiago Schumacher de Recife ! Eu sou mega fã da OI FM 97,1 aqui . Fico triste quando vejo as pesquisas, pois a rádio Oi foge de quase todos os clichês que se ouve por aí e eu adoro isso. Porém, de lá pra ca, algumas coisas começaram a me preocupar: Um vasto numero de programas sairam do ar, incluindo o “Nômade”, programa que ouvi durante três anos seguidamente sem perder um sequer ! Locutores fenomenais deixaram a rádio (???) e pra finalizar, a antena está instalada em uma área rural, ficando fraca no centro do Recife. Emfim, pra mim sempre sérá a melhor rádio de todas! Mas espero que algo aconteça para que a Oi decole… não quero que acabe ! Grande abraço !! (thiagotts@hotmail.com)

  5. Marcelo Vettori
    09/12/2011 às 19:49

    Estranho mesmo,pois aqui no Rio a audiência aparece como baixa no IBOPE, porém acho a rádio muito boa.Deve ser porque não toca pagode nem funk …

  6. Victor Doneida
    25/01/2012 às 21:56

    Fico impressionado com este resultado, afinal, a OI tem sido citada até no meu MBA de Marketing como case, a radio foge do “lugar comum” e inova das chamadas até a programação músical… não parece rádio: felizmente!!!
    Não tem vinhetas “chicletes”, não tem loocutor gritando, ouvinte ao vivo falando besteira.
    Por fim, uma rádio que transborda em conteúdo e inovação! Uma formula à frente do seu tempo. Sensacional.
    Acho que devem continuar firme no propósito, o público será formado!

  7. Gilberto
    07/02/2012 às 23:06

    Tony Duvalle, como assim a Oi perdeu a identidade e não alcançou o público jovem? Sou jovem e amo essa rádio. Bem..amava, porque agora parece que acabou. Acho que o Ibope é a pior das medidas para tomar como parâmetro…vejamos por exemplo, dados confiáveis: Fans no Facebook. Não vou postar nada aqui, pois realmente quero que vocês vejam com os próprios olhos. Pesquisem e tenham uma real noção (é apenas uma noção, mas já serve pra desprezar os resultados do Ibope). Eu DUVIDO que a Oi seja a última.

  8. Meg
    02/03/2012 às 11:53

    Infelizmente tenho q escrever no passado: AMAVA a oi fm! Justamente por tocar músicos/ músicas maravilhosas, como David Bowie, Smashing, … de vez em qdo Michael Jackson e até Kraftwerk. Tudo q eu gosto na msmo rádio! Tinha inclusive programa de música bras., tocando samba e afins. Além disso, se não fosse a rádio, não teria como conhecer gente nova como Janelle Monae, Breakbot, Doves… Bem, agora, pela 2a vez, perdemos aqui no RJ uma rádio alternativa para a Jovem Arghhh Pan. Não consigo entender isso!

  9. Patricia
    21/03/2012 às 20:16

    Lamento o encerramento da Oi Fm, a melhor programação entre as rádios, voltado sim para público jovem 20-40 anos (podemos dizer que 40 ainda é jovem, não?), misturando em boa dosagem clássicos do pop, rock, r&b e afins com o que havia de mais criativo e contemporâneo da música pop advinda ou não da web, meios independentes ou da própria indústria. Agora, mais pro final (a rádio oficial do verão) então a rádio ficou mais deliciosa. Penso que o perfil da rádio não seja incompatível com a cobertura esportiva, principalmente se pensarmos em como trabalha o canal Off e redbull, é uma questão de botar o tutano para funcionar e boa vontade gerencial, que pelo visto, faltou. Só lamento.

  1. 30/12/2011 às 01:41

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: