Início > Humor > As 15 melhores gafes do rádio esportivo de 2011

As 15 melhores gafes do rádio esportivo de 2011

Por Rodney Brocanelli

Chegou o momento mais aguardado do ano para leitores, radialistas e amigos do blog Radioamantes. Vamos divulgar as melhores gafes do rádio esportivo no ano de 2011. Aqui, o conceito de gafe é bem amplo, não se limitando apenas ao erro cometido no ar, em uma transmissão ao vivo. Entram também momentos insólitos, totalmente fora dos padrões, mas que também provocam risos (ou sorrisos amarelos, como preferir).

Nas duas últimas edições, fechamos em dez gafes. Neste ano, será diferente. Teremos um número um pouco maior, até porque é muito difícil fazer uma seleção como essa. Das outras vezes, coisas bem engraçadas ficaram de fora. Divirta-se.

15ª colocação: Bo(s)ta expressão nisso e Tá fugido – Eu, que passei quase dois anos gravando e compilando gafes dos coleguinhas, acabei cometendo um erro para lá de constrangedor. Responsável pela interatividade nas jornadas esportivas da equipe Expressão da Bola, fui ler a mensagem de um ouvinte no ar durante a partida BMG/São Bernardo x Volta Redonda, válida pela Superliga de Vôlei 2010/2011. Ele estava nos elogiando e completou: “bota expressão nisso!” Na hora h, coloquei uma letra s a mais na palavra bota. E o microfone pune mesmo.

Vento que venta de lá, venta de cá, costuma dizer o narrador Luciano do Valle. O narrador Guga Mendonça, também da equipe Expressão da Bola, que riu bastante do “bo(s)ta expressão nisso” também foi punido pelo microfone. Aconteceu na partida entre Sesi x Vôlei Futuro, também válida pela Superliga 2010/2011. Ouça no player abaixo, mas tire as crianças da sala antes. Contém palavrão.

14ª colocação: Ricardo Capriotti erra resultado de jogo do Santos – Durante a jornada de Palmeiras x Botafogo-RP (partida do campeonato paulista), pela Rádio Bandeirantes, o plantão Ricardo Capriotti se confundiu ao dar o resultado do jogo Santos x Linense. O Santos estava goleando a equipe do interior por 4 a 0. Capriotti inverteu o resultado para o deleite do narrador Ulisses Costa.

13ª colocação – Não pegou na caixa de câmbio, Mario Lima – Durante um dos Grenais do campeonato gaúcho (o de Erechim), Mario Lima, narrador da Rádio Guaíba e equipe chamaram a atenção para uma bolada que o jogador Maílson, do Grêmio, teria levando nas partes baixas, caixa de câmbio ou parque de diversões…Algum tempo depois, alertados pelo comentarista de arbitragem que está no estúdio, verificou-se que a bolada foi mesmo no nariz.

12ª colocação: A primeira do futebol na BandNews – Logo na estreia do futebol na BandNews FM, em abril deste ano, o narrador Odinei Edson conseguiu uma proeza: juntou dois comentaristas em um só. Erich Beting e Sergio Xavier viraram Erich Xavier.

11ª colocação: Repórter chora com situação do Paraná Clube – O Paraná Clube, um dos grandes do futebol paranaense, vivia uma situação difícil no campeonato local e lutava para fugir do rebaixamento (não conseguiu. Pouco antes da partida contra o Operário, o repórter Williams Lima, da Rádio Banda B, não conseguiu controlar a emoção com a perspecitiva de o time cair para a segunda divisão e chorou quando foi dar a escalação do time que iria entrar em campo para disputar a partida.

10ª colocação: Pulsinha ou Puxinha – Durante a jornada esportiva de Comercial (PI) x Palmeiras, válida pela Copa do Brasil, José Silvério, Mauro Beting e Alexandre Praetzel passaram um bom tempo discutindo sobre o nome de um dos atacantes do time local, que entrou no segundo tempo da partida.

9ª colocação: Nuñez ou Pacheco, Nilson Cesar? – As camisetas do Peñarol tem uma inscrição com o nome Nuñez às costas. Provavelmente, trata-se de um patrocinador. Contudo, o narrador Nilson Cesar, da Rádio Jovem Pan, não se deu conta disso e a confundiu com um jogador que iria entrar durante a partida contra o Santos, na final da Copa Libertadores. Na verdade, o nome correto do atleta é Pacheco.

8ª colocação: Carlos Batista e os cachorros - Durante a jornada esportiva de Guarani x Vila Nova, partida válida pela série B do campeonato brasileiro, o narrador Carlos Batista teve de conviver por alguns minutos com latidos de cachorros no meio de sua irradiação. O pessoal da área técnica colocou os microfones que captam o o som ambiente do gramado ao lado dos policiais da PM que usam cachorros. Os latidos invadiram a transmissão durante algum tempo, até que Batista pediu, de forma bem humorada, para que se tomasse alguma providência.

7ª colocação: Wimbledon ou Wembley, Castro Jr? – O narrador Castro Jr estreou na Rádio Bandeirantes, de Porto Alegre, narrando a partida entre Barcelona x Manchester, válida pela final da Champions League. E ele estreou também no blog Radioamantes ao confundir o mitológico estádio de Wembley, onde foi disputada a partida, com o tradicional torneio de tênis de Wimbledon.

6ª colocação: Marcos Couto canta A Pipa do Vovô – Durante a partida entre Brasil x Costa Rica, válida pelo torneio de futebol dos Jogos Pan-americanos de Guadalajara, o narrador Marcos Couto, da Rádio Guaíba, aproveitou para mais uma vez mostrar seu talento como cantor. Assim que foi anunciada a demissão do técnico Estevam Soares, que treinava o Ceará, a equipe lembrou do apelido pelo qual o time é conhecido: Vozão. Foi a deixa para Couto mandar no ar “A Pipa do Vovô”, grande clássico do repertório de Silvio Santos.

5ª colocação: Ainda bem que era o Geison chamando, né Daniel Oliveira? – Durante a transmissão de Avaí x Internacional, o narrador Daniel Oliveira, da Rádio Bandeirantes, de Porto Alegre, foi surpreendido com um chamado meio diferente.Era o repórter Geison Lisboa, do gramado, informando que estava sem retorno. A comunicação vazou para o ar. Daniel ficou aliviado: “Ainda bem que não é Jesus”. Ele explicou: “Tem muita coisa pra se viver e muita conta pra se pagar”.

4ª colocação: Cheiro ensurdecedor – Durante a transmissão de Americana x Portuguesa, partida válida pela série B do campeonato brasileiro, José Maia, da Rádio Bandeirantes, exagerou na licença poética. Ao falar do cheiro de churrasco que invadia a cabine da emissora, ele falou em cheiro ensurdecedor.

3ª colocação: Daniel Oliveira com a macaca – Daniel Oliveira, narrador da Rádio Bandeirantes, de Porto Alegre, estava com a macaca na transmissão de Atlético-MG x Grêmio. Primeiramente, ele colocou o repórter Geison Lisboa numa saia justa ao perguntar sobre uma das principais leis da física. Talvez por distração, Geison não soube responder de bate-pronto. Depois, ele implicou (no bom sentido) com o comentarista de arbitragem Chico Garcia, depois que este começou a divagar sobre cantores de bolero e seus peitos cabeludos.

2ª colocação: José Silvério e equipe explicam expulsão do jogador Roger – Durante a jornada esportiva de São Paulo x Avaí, na última quarta-feira, José Silvério e equipe da Rádio Bandeirantes explicaram o motivo pelo qual o jogador Roger, do Cruzeiro, foi expulso da partida contra o Once Caldas, deixando sua equipe na mão. Silvério, mais uma vez, teve de se segurar para não rir descontroladamente.

1ª colocação: José Calil – Quase que o hoje comentarista da Rádio Terra Litoral AM, rouba o espaço daquele que é tradicionalmente hors concours nesta seleção. Sempre cobrindo as partidas do Santos, Calil não conseguiu, em algumas vezes, separar o lado comentarista do lado torcedor. Essa mistura resultou em momentos únicos e constrangedores. Um deles aconteceu quando ele falou do trabalho da bandeirinha Nadine Bastos que, ao seu ver, não anulou o gol de empate do Bahia, marcado por Junior. Outro momento para tirar as crianças da sala.

Mas tem mais: na transmissão de Santos x Atlético-PR, na 98 FM, de Santos, José Calil mostrou toda a sua indignação com a não validação de um dos gols do alvinegro da Vila Belmiro. Ele reclamou bastante da postura de Edu Dracena que, para ele, não defendeu os interesses do clube junto ao árbitro. Calil chegou a exagerar na sua manifestação, dizendo que Dracena era um “capitão de m…”. Mantenha as crianças ainda afastadas.

Hors concours: Milton Neves – O título de hors concours permanece com Milton Neves. Em 2011, ele continuou a protagonizar os momentos mais bizarros do rádio esportivo brasileiro. Um deles aconteceu quando entrou no ar um ouvinte muito especial, que mora em Uberaba.

Assim como em 2010, Milton Neves conseguiu levar um outro susto de Mauro Beting. Esse, desta vez, sem delay.

Para arrematar, durante o programa Concentração, Milton Neves falou da homenagem que Marcelo Abud, do blog Peças Raras, fez ao saudoso Fiori Gigliotti no programa Fanáticos por Futebol, comandado por Marcelo Duarte, da própria Rádio Bandeirantes. Mas como já vem se transformando em rotina, Milton não conseguiu se lembrar do nome da atração e nem de quem a apresenta.

Leia mais (basta clicar no título abaixo):

As 11 melhores gafes do rádio esportivo de 2010

As melhores gafes do rádio esportivo no Fanáticos por Futebol

As melhores gafes do rádio esportivo de 2009

About these ads
  1. 06/12/2011 às 10:52

    Obrigado por sempre me valorizar em teu blog, saúde e paz irmão.

  2. ROBERTO TOLEDO
    08/12/2011 às 17:41

    Domingo meu filho que estuda jornalismo, estava gravando a Jovem Pan e antes de começar Corinthians x Palmeiras,o narrador Nilson César leu um comercial de Lojas Cem e disse que a loja tinha preços sem impostos para refrigerantes. Eu acho que ele quis dizer refrigeradores…
    Por acaso vocês tem essa gafe aí, é hilário.
    Como faço para mandar para voces, vou pegar com meu filho que felizmente gravou.

    Roberto Toledo

  1. 05/12/2011 às 14:34
  2. 30/12/2011 às 01:48
  3. 02/12/2012 às 22:30
  4. 10/12/2013 às 00:51

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: