Morre o narrador esportivo Haroldo Fernandes

Por Rodney Brocanelli

Morreu nesta segunda (10) o narrador esportivo Haroldo Fernandes. A informação foi divulgada por Milton Neves em seu blog, site e redes sociais. O locutor passou por emissoras como Record, Panamericana e Difusora, mas se notabilizou na antiga Super Rádio Tupi, de São Paulo, que em seus áureos tempos operava nos 1040Khz. Ele era conhecido como o “homem da camisa 10”. Coincidentemente, sua partida se deu em um dia 10. Tinha 92 anos.

Conforme Nestor Fernandes, filho de Haroldo, a morte se deu por causas naturais. O site Futebol Interior divulgou que o enterro aconteceu no início da tarde desta terça-feira no Cemitério Jardim da Colina, em São Bernardo do Campo.

Ouça abaixo a narração de Haroldo Fernandes para o gol que classificou o Brasil para a Copa de 1970, marcado por Pelé em partida contra o Paraguai.

Haroldo Fernandes narra outro gol de Pelé, desta vez pelo Santos, em partida contra o Palmeiras em 19/05/1968. Com essa vitória, o alvinegro praiano garantiu o título paulista daquele ano.

Em 1970, Haroldo dividiu as narrações da Copa do Mundo do México com Doalcei Camargo, da Super Rádio Tupi, do Rio de Janeiro. As emissoras paulista e carioca se uniram em um pool. Ouça abaixo as narrações (o locutor paulista pode ser ouvido a partir dos 3min07s.

Reprodução: site Terceiro Tempo

Rádio Cultura (Foz do Iguaçu) retoma programação esportiva a partir do dia 17 de janeiro

A Rádio Cultura retoma a programação esportiva a partir do dia 17 de janeiro. A emissora, que tem uma longa história na cobertura dos campeonatos e times locais, além de competições estaduais e nacionais, volta ao cenário esportivo com uma equipe jovem e talentosa debatendo os principais fatos do esporte na próxima segunda-feira, às 18h.

As informações irão ao ar de segunda a sexta-feira, com o programa Cultura nos Esportes, entre 18h e 19h. Além disso, a rádio terá transmissões dos jogos do Foz Cataratas Futsal, Foz do Iguaçu Futebol Clube e outros jogos relevantes, como campeonatos estaduais e Brasileiro.

Além do rádio, a cobertura esportiva também acontece pelo site radioculturafoz.com.br, que marca mais de 1 milhão de visualização mensal, e em todas as redes sociais, que contam com quase 100 mil seguidores. O objetivo é informar e emocionar o torcedor iguaçuense, com a cobertura diária do esporte de Foz, sem deixar de lado os fatos nacionais e internacionais.

A transmissão dos jogos contará com a voz do jovem talento paranaense da narração esportiva, o jornalista Eduardo Machado. Apesar da pouca idade, o jornalista, que vem da região dos campos gerais, já tem experiência na cobertura do Campeonato Paranaense, Série B e Série A do Brasileirão, Copa Sul-Americana, entre outros.

“A expectativa é enorme. A Rádio Cultura é referência na cobertura esportiva no estado do Paraná. Com o esporte da cidade em alta, tanto no futsal quanto no futebol, o público de Foz merece uma cobertura radiofônica de qualidade. E pode ter certeza que isso não vai faltar, vamos unir a informação com a emoção” destaca Machado.

Antes do início das competições com os times locais, para “aquecer os microfones e a voz” a Rádio Cultura vai cobrir o Campeonato Paulista, com a transmissão dos jogos de Palmeiras, São Paulo e Corinthians, além de trazer os jogos principais de Grêmio e Internacional no Campeonato Gaúcho.

Ouça abaixo o gol marcado por Nikão, que deu o título da Copa Sul-Americana para o Athletico-PR em 2021, na voz de Eduardo Machado.

APCA indica finalistas a melhores do rádio em 2021

Leia comunicado divulgado pelo júri de rádio da APCA:

Mesmo com o grande esforço empregado na luta contra a pandemia que ainda nos assola, a produção artística e cultural seguiu em frente em meio a todos os limites impostos neste cenário, e se mostrou ainda mais forte e criativa. E o veículo “rádio” continuou demonstrando sua grande importância nesse processo, informando, entretendo, divertindo e prestando serviço a todos os ouvintes.

E enaltecendo esse trabalho, mais uma vez os críticos de Rádio da APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte), após longas audições e reuniões virtuais, decidiram indicar quatro concorrentes para cada uma das cinco categorias propostas – prêmio especial do júri, podcast, produção, apresentação e destaque em cultura.

Os vencedores serão conhecidos ao final do mês deste janeiro, em assembleia geral da entidade, que será realizada de forma virtual no dia 31. Já a cerimônia de entrega dos troféus aos vencedores, acontecerá ainda no primeiro trimestre de 2022, em data e formato ainda a ser definido.

Connheça os indicados!

(Em cada categoria, as opções aparecem em ordem alfabética e não por sua maior ou menor importância)

1. PRÊMIO ESPECIAL DO JÚRI

Estádio 97 (Energia 97 FM, Portal Energia 97, Youtube, Spotify e outros)

José Silvério de Andrade (um dos maiores locutores esportivos da história do rádio brasileiro.)

Rádio Cultura Brasil (AM, FM e Portal TV Cultura)

Rádio Play FM (emissora do Grupo Bandeirantes)

2. PODCAST

Mano a Mano (Original e exclusivo Spotify)

Minha Canção (Portal e Rádio Eldorado FM, Spotify, Google Podcasts e outros)

Paciente 63 (Original e exclusivo Spotify)

Quer ver? Escuta (Spotify, Google Podcasts e outros)

3. PRODUÇÃO

Emanuel Bonfim e Leandro Cacossi – pelo programa “Fim de Tarde Eldorado” (Portal e Rádio Eldorado FM, Spotify, Google Podcasts e outros)

Guilherme Cimatti – pelo programa “Domingo Esportivo”, apresentado aos domingos por Milton Neves, na Rádio Bandeirantes.

Silvania Alves – pelos programas “O Pulo do Gato” e “Primeira Hora” (Rádio Bandeirantes, Portal Band.com, You Tube)

Tiago DJ – pelo programa “Heavy Pero No Mucho” (89 FM e Portal Rádio Rock)

4. APRESENTAÇÃO

Alexandre Ingrevallo – “Estúdio 77” (Rádio Cultura Brasil – AM, FM e Portal TV Cultura)

Carol Goes e Cadu Previero – “Jornal 89” (89 FM e Portal Rádio Rock)

Danilo Gobatto – “Antenados” e “Do Bom e do Melhor” (Rádio Bandeirantes, Portal Band.com, YouTube, Spotify e outros)

Paulo Galvão – “CBN Madrugada” (Rede CBN de Rádio)

5. DESTAQUE EM CULTURA

Fabiana Ferraz – produtora e apresentadora do programa “Galeria” (Rádio Cultura Brasil), e do programa e podcast “Diversas” (Rádio USP).

João Marcello Bôscoli – produtor e apresentador do programa “Contraponto” (Rádio Cultura Brasil), “Sala de Música” (CBN) e “B3 podcast” (coapresentado por Benjamin Back e André Barcinski)

Narradores do Brasil – Podcast 451 MHz – (disponível em todas as plataformas de áudio)

Quem Te viu, Quem TV – apresentado por Marcelo Duarte e Magalhães Júnior – Guia do Curioso (Spotify, Youtube e outros)

Votaram os críticos: Fausto Silva Neto, Marcelo Abud, Marco Antônio Ribeiro, e Maria Fernanda Teixeira

Rádio Nova Morada estreia programa voltado ao público nordestino, sob comando de Carlos Galdino

Estreou no último sábado dia 8 na Rádio Nova Morada AM 1.260, o programa Morada Nordestina que vai ao ar das 9 às 12h. Voltado para o público nordestino, o programa chega para preencher a lacuna existente no rádio paulista, para os ouvintes que são nordestinos, descendentes e amantes da cultura regional do nordeste.

A população de origem nordestina em São Paulo é gigante, segundo estudos do Ipea 45% da população da grande São Paulo são de outros estados, principalmente da região nordeste. Recheado com música raiz,forró tradicional ,cordel, repentes e a participação dos ouvintes no ar através do telefone (11) 5641-3030, o programa proporciona a identificação e representatividade dos nordestinos e sua cultura nas ondas do rádio.

A atração é comandada pelo conhecido poeta Carlos Galdino, que tem forte atuação na literatura e cultura popular nos saraus de São Paulo.

Serviço:

Programa Morada Nordestina

Das 09 às 12h – Sábados

Apresentação Carlos Galdino

Rádio Nova Morada AM – SP 1.260

Aplicativo Nova Morada

https://www.carlosgaldino.com.br/

Rádio Morada do Sol (SP) entra em nova fase e passa a se chamar Nova Morada

Por Rodney Brocanelli

O dial da Grande São Paulo conta com uma novidade. Deste o último dia 3 de janeiro, a Rádio Morada do Sol vive uma nova fase e a partir de agora é conhecida como Nova Morada. A emissora está transmitindo em duas frequências: os 1260Khz e em 84,3Mhz do FM estendido. A programação conta com algumas novidades, como, por exemplo, um programa comandado por Kaká Siqueira, de segunda a sexta das 17h às 19h.

Conforme informações do Bastidores do Rádio, Pati Liberato é um nome confirmado para comandar uma atração aos sábados, sempre a partir do meio dia. Ainda segundo o site, Eli Corrêa foi sondado pela emissora e estaria analisando a proposta (veja mais aqui).

O radialista Thiago Matheus é o atual responsável pela coordenação artística da Nova Morada. Ela pertence ao Sistema Integrado de Comunicação Roberto Montoro.

Em 1975, a frequência dos 1260Khz passou a abrigar a Rádio Mulher voltada ao público feminino. Na década de 1990, a faixa foi arrendada pela igreja Deus é Amor. Em janeiro de 2021, o projeto comercial da emissora foi retomado, com programas variados.

Arquivo Musical, da Rádio Bandeirantes, completa um ano fora do ar

Por Rodney Brocanelli

Poucos talvez tenham se dado conta, mas no último dia 3 de janeiro, o programa Arquivo Musical, da Rádio Bandeirantes completou um ano fora do ar. Conforme apuração do Radioamantes na ocasião, a atração teve de ser sacada da grade devido a uma determinação da alta direção da emissora para que não sejam mais executadas músicas na programação. Isso evitaria problemas com o Ecad (Escritório Central de Arrecadação e Distribuição), responsável por recolher e pagar direitos autorais a compositores e músicos. 

Na ocasião, a assessoria de imprensa do Grupo Bandeirantes informou que a continuidade do Arquivo Musical seria reavaliada. Desde então, não houve qualquer outra manifestação oficial a esse respeito nem que fosse para confirmar a e xtinção pura e simples do programa.

A orientação para não se tocar mais músicas na Rádio Bandeirantes segue firme. Conforme relatos de leitores encaminhados ao Radioamantes, durante a madrugada do dia 25/12, foram veiculadas reprises do programa Antenados, comandado por Danilo Gobatto. Até o ano passado, era apresentada uma programação musical especialmente selecionada para essa ocasião e na virada do ano.

Criado por Clodoaldo José Machado, pai do narrador esportivo Cleber Machado, o Arquivo Musical era uma das mais antigas atrações da grade da emissora. Sua estreia aconteceu em  17 de março de 1963. Vários apresentadores se revezaram no seu comando. Destacamos os nomes de Odayr Baptista,  Jorge Helal, Antônio Carvalho, Lourival Pacheco, Muibo César Cury e Ronald Gimenez. Desde janeiro do ano passado, o programa mais antigo da Bandeirantes agora é o Primeira Hora, lançado em 1º de maio de 1962.

Relembre trechos da última edição do Arquivo Musical, veiculada em 27 de dezembro de 2020, sob o comando de Ronald Gimenez.

Narrador faz vinheta de tempo e placar no gogó e “cria” a Rádio Globand

Por Rodney Brocanelli

O narrador Evandro Cardoso, que está trabalhando na cobertura das partidas da Copa São Paulo, chamou a atenção das redes sociais pela forma diferente que anunciou o tempo e placar da partida entre Matonense x Fast Club-AM durante a transmissão em streaming pela parceria FPF TV e Eleven. Na falta de efeitos sonoros, ele mesmo deu um jeito de fazer tudo no gogó mesmo. Na verdade, inconscientemente ou não, Cardoso uniu duas vinhetas clássicas de rádio. Uma delas é da Rádio Bandeirantes, aquela do “Futebol é com a Bandeirantes” (relembre aqui). A outra é da antiga Rádio Globo, com os nomes dos times com o famoso eco, ou reverb, como queiram (ouça aqui). No final das contas, o locutor acabou criando, sem querer, a Rádio Globand. A iniciativa foi bem recebida pelos internautas, a partir da divulgação do perfil Goleada Info. Veja abaixo (ou clique aqui).

Nativa FM estreia afiliadas em São Carlos e Porto Seguro

Nativa FM segue em constante expansão e chega às cidades de São Carlos (FM 88,9), no interior de São Paulo, e em Porto Seguro (FM 101,9), na Bahia, nas próximas segunda (20) e quarta-feira (22), respectivamente. As estreias acontecem às 18h durante o programa Arena Nativa, apresentado por Paulo Eugênio.

Com programação musical romântica e sertaneja, a rádio está presente em sete estados brasileiros, atingindo mais de 46 milhões de ouvintes em potencial.

Nativa FM encerra o ano com 27 afiliadas e muitas novidades para 2022.

Rádio Bandeirantes, de Campinas, já opera no FM estendido

Por Rodney Brocanelli

A Rádio Bandeirantes, de Campinas, já está transmitindo na faixa do FM estendido. A estreia aconteceu à meia noite desta quarta (15). Quem possuir os aparelhos receptores poderá ouvir a programação na frequência dos 87,5Mhz. Por enquanto, não haverá interrupção na transmissão pela faixa de amplitude modulada (AM) em 1170Khz. É a primeira emissora de rádio do Grupo Bandeirantes a aderir à nova faixa. A próxima deverá ser a Rádio Bandeirantes, de Ribeirão Preto, que deverá ocupar os 84,9Mhz em data a ser divulgada.

A novidade foi anunciada aos ouvintes dentro do Bandeirantes A Caminho do Sol. Veja abaixo.

Veja também reportagem veiculada dentro do programa Acontece, da TV Bandeirantes campineira.

Para saber mais um pouco mais sobre o FM estendido, leia texto publicado neste Radioamantes em 11 de maio.

Novidade do Grupo Bandeirantes, Adriana Araújo atuará em projetos na Band News FM

Adriana Araújo é a mais nova contratada do Grupo Bandeirantes de Comunicação. A jornalista vai atuar em vários projetos da Band, Bandnews TV e BandNews FM. “Desenvolver novos projetos na Band é um desafio e uma oportunidade de fazer o que sempre defendi: Jornalismo ao vivo, dinâmico, com responsabilidade e bem próximo do público, com empatia, do jeito que eu gosto. É uma alegria poder voltar a fazer o que mais amo e me juntar ao grande time de profissionais da Band, reconhecido pelo Jornalismo sério e independente, em um ano decisivo para o Brasil”, afirma.

Sob o comando do diretor nacional de Jornalismo, Fernando Mitre, a profissional também estará na cobertura das eleições, uma marca histórica da credibilidade do Jornalismo da Band. “Nossa cobertura eleitoral em 2022 será intensa. A maior de todos os tempos. E a Adriana terá presença importante nesse processo”, adianta Mitre.

Rodolfo Schneider, diretor executivo de Jornalismo e Esportes do Grupo, comemora a chegada da apresentadora. “A Adriana vem para somar experiência e conteúdo à nossa equipe. Fez grandes trabalhos na TV, viveu intensamente a cobertura política em Brasília e chega muito disposta a novos desafios. Vai atuar na TV onde já está acostumada e se descobrir em outros veículos como o rádio”.

Sobre Adriana Araújo

Nascida em Itabirito, no estado de Minas Gerais, Adriana Araújo tem 26 anos de experiência em TV aberta. Formada pela Pontifícia Universidade Católica, iniciou a carreira como repórter de Economia do jornal “Diário do Comércio”, em Belo Horizonte. Paralelamente, foi contratada pela TV Globo de Minas como editora de texto dos telejornais locais. Em 1995, passou a integrar o time de repórteres da emissora carioca. Sete anos mais tarde, foi transferida para a TV Globo de Brasília.

Em 2006, migrou para a TV Record para apresentar o “Jornal da Record” ao lado de Celso Freitas. Três anos depois, tornou-se correspondente da emissora em Nova York, nos Estados Unidos. De volta ao Brasil em 2010 para a cobertura da disputa presidencial, Adriana Araújo foi, ao lado de Ana Paula Padrão, a primeira repórter a entrevistar a presidente Dilma Rousseff, um dia após a eleição.

Nos últimos anos, conciliou a função de âncora e repórter. Esteve à frente das coberturas de maior repercussão, como o resgate dos mineiros soterrados no Chile, o acidente nuclear de Fukushima, no Japão, Jogos Pan-Americanos, duas Olimpíadas, mediação de debates e eleições presidenciais no Brasil e nos Estados Unidos. Em 2021, após 15 anos, Adriana Araújo deixou o canal.

Morre o locutor Alexander Rey Hunt

Por Rodney Brocanelli

A Kiss FM anunciou na tarde deste sábado (11) a morte de Alexander Rey Hunt, voz-padrão da emissora. “É com imenso pesar que informamos o falecimento do DJ e Locutor Alexander Rey Hunt, a voz padrão das vinhetas da Kiss FM!.Sua morte nos deixou muito surpresos, mas esperamos que ele possa estar em um lugar melhor.. Deixamos nossas mais sinceras condolências à família e amigos por esta inestimável perda..”, diz o texto postado no Facebook (veja aqui).

O site Apaixonados por Rádio informa que ele estava internado no hospital do Mandaqui, em São Paulo, teve Covid-19 e foi transferido para outro hospital na cidade de Guarulhos, onde não resistiu. Ainda não foram divulgados outros detalhes como os locais de velório e enterro.

Além de ser conhecido pelo seu trabalho na Kiss FM, Hunt também era DJ e produtor musical. Sua voz pôde ser ouvida em trabalhos na televisão (Programa do Gugu) e no cinema. Veja mais abaixo.

Isabelly Morais faz história novamente e narra título do Corinthians no Paulistão feminino

Por Rodney Brocanelli

Mais uma vez, Isabelly Morais inscreve seu nome na história do rádio esportivo e se transforma na primeira narradora a transmitir partidas de futebol na Rádio Bandeirantes. A profissional irradiou as duas partidas da grande final do campeonato paulista de futebol feminino, envolvendo as equipe de Corinthians e São Paulo. A primeira partida aconteceu no Morumbi, no último sábado (4) com placar favorável para as tricolores: 1 a 0. O jogo da volta foi disputado na última quarta (08), na Arena Corinthians, com vitória da equipe alvinegra pelo placar de 3 a 1, conquistando assim o título da competição.

A Bandeirantes escalou uma equipe feminina para a transmissão das emoções de mais esta grande final. Além de Isabelly, estiveram presentes nessa jornada a comentarista Daniela Alves e a repórter Gabrielle Guimarães.

Silvânia Alves, que no último sábado ancorou a transmissão da primeira partida desta final, desta vez não pode estar presente devido a seus compromissos matinais com O Pulo do Gato. Em seu lugar, Vinicius Bueno conduziu a apresentação do intervalo e pós-jogo.

Isabelly ganhou destaque em novembro de 2017 ao ser a primeira narradora de futebol na Rádio Inconfidência, de Belo Horizonte. No ano seguinte, participou do projeto “Narra Quem Sabe”, do canal Fox Sports 2, que visava buscar talentos femininos para a cobertura da Copa do Mundo sediada na Rússia.

A mineira de Itamarandiba chegou ao Grupo Bandeirantes em outubro de 2020 para narrar partidas do futebol feminino nacional pela TV Bandeirantes. Desde abril de 2021, integra a equipe da rádio como repórter das jornadas esportivas. A partir desta semana, ela passa a fazer parte de uma galeria de grandes narradores da emissora, entre os quais se destacam Edson Leite, Pedro Luiz, Flávio Araújo, Fiori Gigliotti, José Silvério e Ulisses Costa.

Ouça e veja abaixo a transmissão.

Rádio Nacional estreia programação em rede com perfil musical moderno

Com um repertório que privilegia os talentos da moderna música brasileira e a interação com o ouvinte, a Rádio Nacional estreou nova programação em rede nessa segunda (6/12). A emissora pública que faz parte da Empresa Brasil de Comunicação busca alcançar um público maior com o crescimento de sua presença digital.

#VemOuvir

De segunda a sexta, música e informação de qualidade se combinam com entradas jornalísticas a cada 10 minutos. Destaques para faixas musicais com um perfil que valoriza gêneros nacionais e artistas da nova MPB e do pop brasileiro contemporâneo.

O resgate das radionovelas é outra atração especial. A primeira será “A Vidente e o Vigarista”, na faixa de 21h. O futebol também tem vez nas transmissões das jornadas esportivas e em programas tradicionais como o Bate Bola Nacional e o No Mundo da Bola.

A participação pelo WhatsApp, a presença em plataformas digitais de streaming como o Spotify, as transmissões no YouTube e o lançamento do perfil da rádio no Instagram buscam contribuir na conquista de ouvintes.

“O objetivo é explorar uma audiência nova para as emissoras públicas da EBC” explica o gerente-executivo de rádios, Luciano Seixas. O conteúdo ainda pode ser conferido no aplicativo Rádios EBC, disponível gratuitamente nas versões Android e iOS.

Rede da Rádio Nacional

A consolidação da rede da Rádio Nacional é uma das conquistas deste ano. Além da tradicional frequência FM 96,1 MHz em Brasília, a emissora ganhou, em maio, presença em outras quatro capitais brasileiras, na chamada banda estendida, em 87,1 FM, no Rio de Janeiro, que se mantem ainda no AM, e em São Paulo, Belo Horizonte e Recife. Agora, os conteúdos entram no ar em rede.

Luciano Seixas conta que uma das metas para 2022 é ampliar o alcance da rede com a expansão para novas capitais. O gerente-executivo ainda ressalta que a Nacional prepara mais novidades para o próximo ano com a estreia de atrações humorísticas, o fortalecimento da radiodramaturgia com obras inéditas, a oferta de mais espaço para produções regionais e a nova programação para os fins de semana.

Apesar da transmissão em rede, a nova programação da Nacional respeita aspectos locais do seu público. Por essa razão, a emissora mantém as transmissões de produções das praças em determinados horários paralelos ao conteúdo da rede.

Atrações conhecidas do ouvinte carioca como o Painel Nacional, o Revista Rio e o Musishow seguem no ar para o Rio de Janeiro, enquanto programas como Templo do Rock, Projeto Brasília, Na Trilha da História e Alma Blues têm vez na capital federal.

Conteúdo musical

Em relação ao perfil musical, astros da nova geração que agitam as plataformas de streaming ganham espaço na emissora com sucessos de artistas como Melim, Anavitória, Vitor Kley, Tiago Iorc e Duda Beat. Para o gerente da Rádio Nacional, Daniel Henrique, a proposta é oferecer o melhor para o ouvinte.

“A Nacional pretende embalar a história da música brasileira a partir da evolução e das transformações musicais no país. Mostrar a essência aliando jovens aos consagrados que construíram essa trajetória”, afirma ao citar personalidades de diferentes épocas como Elis Regina, Roberta Campos e o duo Anavitória.

Daniel Henrique aponta o incentivo à interação dos locutores com os ouvintes na faixa de 6h às 22h como uma das principais contribuições da nova grade da estação. Durante o dia, a Nacional vai apresentar a transmissão de diversos segmentos de música, entradas pontuais do jornalismo e conteúdos esportivos.

O gerente da emissora indica ainda a repercussão do programa “Eu de Cá, Você de Lá”, transmitido para parte da rede, a partir das 20h. A produção traz uma conversa descontraída com o ouvinte, histórias do cotidiano, reportagens, notícias de utilidade pública e troca de recados. A seleção musical engloba clássicos da música popular.

Resgate de radionovelas

A partir de material histórico preservado no acervo da EBC, a Rádio Nacional transmite tramas da radiodramaturgia que marcaram época. Entre as produções recuperadas estão “Francisco Alves, o Rei da Voz”, de Nilton Valério, e “A Vidente e o Vigarista” de Amaral Gurgel, radionovela escolhida para a estreia da faixa que vai ao ar de segunda a sexta, às 21h, com cerca de 15 minutos de duração.

De acordo com Luciano Seixas, a iniciativa reconhece a relevância desse patrimônio da empresa. “Às vésperas dos 100 anos da primeira transmissão radiofônica no país, em 2022, a Nacional resgata obras históricas de seu riquíssimo acervo para valorizar ainda mais a programação da emissora”, define o gerente-executivo.

Lançada há mais de quatro décadas, em 11 de dezembro de 1980, a radionovela “A Vidente e o Vigarista” reúne os elementos essenciais para uma boa trama. Com 186 capítulos, a história envolve triângulo amoroso e dramas sociais, além de uma pitada de eventos inusitados. O elenco incluí artistas como Domicio Costa, Maralise, Carmem Dolores, Amélia Ferreira e Carlos Leão.

O enredo acompanha a jovem e ingênua Nadir que sai do interior para estudar balé em São Paulo onde se apaixona pelo pianista Ernesto. O mau-caráter desaparece e deixa a moça grávida. Após o parto, ela viaja para a Europa em busca do amado, mas conhece Alex e uma nova paixão se inicia. Nadir se transforma na vidente Nadja e várias intrigas surgem a partir do triângulo amoroso que se forma.

A gerente de Acervo da EBC, Maria Carnevale, assinala a importância da radionovela na nova programação da Nacional. “O resgate de um programa dessa natureza permite que os ouvintes tenham contato, novamente, com um gênero de radiodramaturgia que marcou época e sobreviveu ao advento da televisão no Brasil até meados da década de 1980”, recorda.

Ela destaca aspectos que sobressaem na obra. “Essa radionovela tem 40 anos e vai tocar a memória afetiva de boa parte do público da Rádio Nacional. Além de resgatar uma forma de entretenimento e aguçar o imaginário dos ouvintes com a trama, serve como fonte de pesquisa de um gênero que brilhou no Brasil nas décadas de 1940 a 1970”, completa.

Nova programação da Nacional *

06h00 Programação Musical – Rede

07h00 Painel Nacional – Rio

07h00 Programação Musical – Rede

07h30 Repórter Nacional – Rede

08h00 Programação Musical – Rede

11h00 Revista Rio – Rio, São Paulo e São Luís

11h00 Programação Musical – Rede

12h00 Repórter Nacional – Rede

12h40 Bate-Bola Nacional – Rede

13h00 Expresso Nacional – Rede

14h00 Programação Musical – Rede

18h00 Repórter Nacional – Rede

18h40 No Mundo da Bola – Rede

19h00 A Voz do Brasil – Rede

20h00 Eu de Cá, Você de Lá – Rede

20h00 Programação Musical – Brasília

20h00 Musishow – Rio

21h00 Radionovela A Vidente e o Vigarista – Rede

21h15 Eu de Cá, Você de Lá – Rede

23h00 Programação Musical – Rede

* Produções semanais

22h00 Templo do Rock (segunda-feira) – Brasília

22h00 Projeto Brasília (terça-feira) – Brasília

21h15 Futebol Nacional (quarta-feira) – Rede

22h00 Na Trilha da História (quinta-feira) – Brasília

22h00 Alma Blues (sexta-feira) – Brasília

Serviço

Estreia da nova programação em rede da Rádio Nacional

Data: 6 de dezembro de 2021

Brasília: FM 96,1 MHz e AM 980 Khz

Rio de Janeiro: FM 87,1 MHz e AM 1130 kHz

São Paulo: FM 87,1 MHz

Belo Horizonte: FM 87,1 MHz

Recife: FM 87,1 MHz

Site: https://radios.ebc.com.br/radionacional

Spotify: https://open.spotify.com/user/vpj3k8ogjwf1nkv4nap3tlruv

YouTube – http://youtube.com/radionacionalbr

Facebook: https://www.facebook.com/radionacionalbr

Twitter – https://twitter.com/RadioNacionalBR

Oscar Ulisses e Eder Luiz passam a ser as únicas vozes do tri do Palmeiras na Libertadores

Por Rodney Brocanelli

A essa altura, todos já sabem que o Palmeiras é o campeão da Copa Libertadores 2021 (alguns estão comemorando até agora, mas isso pode, o torcedor merece). O que interessa para nós do Radioamantes é que dois narradores esportivos de São Paulo transmitiram pelo rádio as três conquistas continentais alviverdes: Oscar Ulisses e Eder Luiz.

O time paulista levantou a taça em 1999 e nas edições de 2020 e 2021 (essas duas finais seguidas aconteceram no mesmo ano, 2021, devido à pandemia do Coronavírus),

Oscar Ulisses transmitiu as três finais por duas emissoras do mesmo grupo: em 1999, ele estava na Globo. Em 20/21, as partidas decisivas foram veiculadas pela CBN.

Por sua vez, Eder Luiz estava na Band FM, em 1999. Pouco depois, ele se transferiu para a Transamérica FM e de lá não mais saiu.

Se o Flamengo tivesse conquistado o título da Libertadores no último dia 27 de novembro, José Carlos Araújo teria esse mesmo privilégio alcançado agora por seus colegas paulistas. O Garotinho irradiou as conquistas do rubro-negro pela Nacional (1981) e Tupi (2019).

A dupla se junta a outros dois narradores que também narraram três títulos de Libertadores, desta feita de outras equipes: José Silvério acompanhou os três títulos do São Paulo pela Jovem Pan (1992 e 1993) e Bandeirantes. Haroldo de Souza irradiou as conquistas do Grêmio pela Gaúcha (1983), Guaíba (1995) e Grenal (2017 – veja mais aqui).

Ouça abaixo os registros de Oscar Ulisses. Começamos com 1999

2020

2021

Ouça as narrações de Eder Luiz. Começamos por 1999.

2020

2021

Rádio Bandeirantes transmite futebol com equipe 100% só de mulheres

Por Rodney Brocanelli

Neste sábado (4) a Rádio Bandeirantes vai quebrar um paradigma histórico transmitindo a final do campeonato paulista de futebol feminino com uma equipe 100% de mulheres. São Paulo e Corinthians disputam o título. A emissora definiu sua equipe com Silvânia Alves apresentado o pré e o pós-jogo, Isabelly Morais na narração, Juliana Cabral nos comentários, Gabrielle Guimarães e produção de Giovana Guedes. A informação foi divulgada em primeira mão por Flávio Ricco em sua coluna no R7 e confirmada durante a programação da Bandeirantes nesta quinta.

Isabelly Morais voltará a narrar no veículo em que iniciou sua trajetória. Nascida em Itamarandiba (MG), cidade localizada no Vale do Jequitinhonha, ela ganhou destaque em novembro de 2017 ao ser a primeira narradora de futebol na Rádio Inconfidência, de Belo Horizonte. No ano seguinte, participou do projeto “Narra Quem Sabe”, do canal Fox Sports 2, que visava buscar talentos femininos para a cobertura da Copa do Mundo sediada na Rússia.

A mineira chegou ao Grupo Bandeirantes em outubro de 2020 para narrar partidas do futebol feminino nacional pela TV Bandeirantes. Desde abril de 2021, integra a equipe da rádio como repórter das jornadas esportivas. A partir de sábado, ela vai passar a fazer parte de uma galeria de grandes narradores da emissora, entre os quais se destacam Edson Leite, Pedro Luiz, Flávio Araújo, Fiori Gigliotti, José Silvério e Ulisses Costa.

Por sua vez, Silvânia Alves está na Rádio Bandeirantes desde 1994, sendo conhecida dos ouvintes pela sua atuação na produção e apresentação dos jornalísticos O Pulo do Gato e Primeira Hora. Por muitos anos, apresentou o Você é Curioso?, programa de variedades ao lado de Marcelo Duarte.

A transmissão de São Paulo x Corinthians começa às 15h30.

Sempre que surgem notícias como essa, impossível não lembrar do trabalho pioneiro da Rádio Mulher, que na década de 1970 montou uma equipe feminina para a transmissão dos mais importantes jogos do futebol brasileiro da época. Se estivesse viva, Zuleide Ranieri, uma das narradoras da emissora naquela ocasião, estaria muito feliz por ver que cada vez mais mulheres estão ocupando espaços nas transmissões esportivas das emissoras de rádio e televisão. Conheça um pouco de sua trajetória ouvindo uma entrevista que ela concedeu ao Radioamantes no Ar, veiculado pela web rádio Showtime, no ano de 2015 (clique abaixo para ver).