Início > Memória > Rádios que se despedem

Rádios que se despedem

Por Rodney Brocanelli

Com o advento da Internet e do aparecimento dos softwares para gravações de áudio on line, tem sido possível o registro dos últimos momentos de emissoras de rádio que deixam o ar, pelos mais diversos motivos. Vamos aqui relembrar de algumas despedidas registradas aqui e em outros lugares.

A despedida da Antena 1 Lite (RJ) – Em maio de 2009, a Antena 1 do Rio de Janeiro, conhecida também como Antena 1 Lite, saiu do ar para uma série de acomodações no dial daquela cidade. A Tupi AM precisava entrar no ar em FM e optou pela freqüência da Nativa FM. Esta, por sua vez, não ficou fora de ar e ocupou o lugar da Antena 1. A locutora informou que a emissora iria continuar no ar pela web. Pode ser ouvida aqui. Ouça no player abaixo os últimos momentos da Antena 1.

A despedida da programação normal da Record AM – Em 2011, a Rádio Record (AM) decidiu extinguir sua grade de programação. Na ocasião, saíram do ar os comunicadores, as transmissões esportivas e o jornalismo. Muito foi especulado na época sobre o destino que seria dado aos 1000Khz. Falou-se até que ela iria virar uma emissora totalmente religiosa. Por enquanto, a Record em sua atual fase  tem apresentado uma programação musical, alguns boletins noticiosos e, claro, os programas da IURD na madrugada. Ouça abaixo a despedida da equipe esportiva, na voz de Juarez Soares.

A transisção Brasil 2000-Eldorado FM – Nos últimos anos, a Rádio Brasil 2000 FM veio perdendo força depois da saída da dupla Tatola e Maia da direção. Ainda houve uma tentativa de mantê-la com a contratação de Lélio Teixeira para ser coordenador artístico. Mas depois que o profissional passou a se dedicar mais a seus projetos no rádio esportivo, agora exclusivamente na Rádio Bandeirantes, a emissora entrou em queda livre. Nem mesmo a promoção de Kid Vinil para o cargo serviu para dar algum alento à emissora. Sua freqüência se viu envolvida em várias especulações Falou-se que ela iria se transformar numa rádio 100% esportiva, tocada pelo Grupo Bandeirantes. Outra especulação dava conta de que ela iria virar a Transamérica Hits. Quase que ela virou rádio infantil, com a marca de Playground FM. Entretanto, quem se deu melhor foi o Grupo Estado, que em 2011 transferiu para os 107,3 a programação musical tradicional dos 92,9Mhz. Esta, por sua vez, passou a transmitir a programação jornalística dos 700Khz, com o plus a mais das transmissões esportivas da ESPN. Ouça abaixo a transição da Brasil 2000 para a Eldorado.

O Fim da Mit FM – Administrada  pelo Grupo Bandeirantes de Comunicação, a Mit FM tinha um publico fiel que se afeiçoou à emissora devido à programação musical de alta qualidade. Entretanto, a montadora dona da marca decidiu mudar o foco se seus investimentos. Pior para os ouvintes. Em seu lugar, no ano de 2012, entrou no ar a Iguatemi Prime, que até tenta repetir o sucesso de sua antecessora. Na noite da despedida, uma música disse tudo: “Só o Fim”, do Camisa de Vênus. Ouça no player abaixo.

rádio

  1. 21/08/2013 às 08:45

    Republicou isso em Blog do Aita.

    Curtir

  2. 21/08/2013 às 14:20

    Apesar de saber que nada é para sempre, fico muito triste…

    Curtir

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: