Início > Notícias > Mais um dia triste para o rádio: Claudio Carsughi é demitido da Rádio Jovem Pan

Mais um dia triste para o rádio: Claudio Carsughi é demitido da Rádio Jovem Pan

Por Rodney Brocanelli

Hoje, 13 de abril, foi mais um dia triste tanto para quem gosta do veículo rádio como para quem ainda o faz. O anúncio da saída de Claudio Carsughi da Rádio Jovem Pan foi o equivalente ao despejar de uma bomba atômica. Está claro que uma das intenções da atual administração da emissora é se preparar para a migração definitiva do AM para o FM. No entanto, isso poderia ser feito unindo juventude e experiência. Carsughi estava na emissora desde 1957. Ainda hoje, ele fez um último comentário sobre Fórmula 1 no Jornal de Esportes. Ouça abaixo em mais uma cortesia de Edu Cesar.

Abaixo, é possível ouvir trechos da participação de Claudio Carsughi na transmissão de Alemanha x Holanda, final da Copa do Mundo de 1974, na Rádio Jovem Pan. No começo, com introdução de Osmar Santos, ele fala sobre as apostas feitas nas casas especializadas na seleção campeã. Na seqüência, em bate bola com Edemar Annuseck, ele dá a ficha técnica dos jogadores que iriam disputar aquela grande final.

carsughi2

  1. 13/04/2015 às 20:44

    Eu não sei o que pretende esse Tutinha, aliás, penso até que sei o porquê dessa decisão. Talvez ele queira trabalhar somente com jornalistas terceirizados, para economizar verbas incidentes na folha de pagamentos dos empregados da emissora. A meu ver, foi uma tremenda falta de consideração para com um profissional correto como o Claudio Carsugi, contratado ainda pelo avô do Tutinha, Paulo Machado de Carvalho. Antes de ter feito uma coisa dessas, esse rapaz deveria ter proposto que o “Mestre” se aposentasse, não só em respeito a tudo que Cláudio Carsugi representa em termos de prestígio, mas também pela repercussão negativa que essa notícia causará no seio dos ouvintes da emissora.

    Curtir

  2. 13/04/2015 às 21:21

    ten sertas coisas que nao da para entender esta noticia ai e uma delas e a burrici de mexer no q esta dando certo

    Curtir

  3. weslley
    13/04/2015 às 23:10

    A Jovem Pan claramente está se tornando um veiculo de direita,nada contra,mas isto é fato.

    E só ver as últimas contratações da empresa:Rachel Sheherazade,Danilo Gentili e o Reinaldo Azevedo,que já está lá a um tempo. Só falta contratarem o Lobão agora!

    Estão investindo muito no lado político em detrimento do esporte por exemplo.

    Curtir

  4. 14/04/2015 às 00:00

    É evidente que hoje os profissionais mais antigos estão sendo demitidos, e as grandes emissoras estão contratando jovens revelações que estão saindo cru das universidades , infelizmente,mesmo drama vivido pelo meu amigo Reinaldo Costa, a quem eu tive o prazer de trabalhar com ele na CBN Cuiabá e hoje fora do Rádio.

    Curtir

  5. 14/04/2015 às 08:28

    Um CLAMOROSO absurdo! Sempre achei que o Mestre Carsughi fosse uma espécie de patrimônio da JP …Lamentável!!!

    Curtir

  6. 14/04/2015 às 09:17

    DE DIRETA ??? >>> Têm uns neguinhos chegando agora e desembestando a falar que tudo que é contra a “nossa” esquerda, é de direita >>> o quê que é isso ??? >>> ser contra a “nossa” esquerda é, antes de mais nada, ser honesto, além disso, ser contra qualquer esquerda pode indicar uma postura de centro, ou seja, moderada !!!

    Curtir

  7. 14/04/2015 às 10:39

    Demissão de Cláudio Carsughi revela ponta do iceberg.

    Ao longo da carreira, aprendi que ser contratado ou ser dispensado são condições próprias de quem trabalha para terceiros. Uma empresa não é, como não deve ser mesmo, instituição de caridade. Por outro lado, Cláudio Carsughi não é, nem de longe, um desvalido. Acima de tudo, o passado e o presente de Carsughi o credenciam como um grande profissional, capaz, educado, bem informado e, acima de tudo, apreciado pela audiência. Ora, audiência, pelo visto, não entra na avaliação de certas empresas. Uma temeridade, sem dúvida. Principalmente quando um dos atestados de competência é a credibilidade. A situação me faz pensar. Claro que uma empresa pode, eventualmente, passar por problemas financeiros ocasionais. Assim o demonstram a Bandeirantes e a Jovem Pan, ao “eliminar” custos. Afinal, a economia está aos solavancos, não é? Conversa mole… por trás disso imagino que está a migração do AM para o FM, anotem. Com tanta ‘dificuldade’ para sobreviver, quer apostar que brevemente, teremos a providencial ajuda do BNDES às pobrezinhas empresas? Tantos sinais de ‘dificuldades’ apontam para isso, não é? A solução, portanto, será abrir os cofres públicos para ‘ajudar’ o setor. E, claro, o povo brasileiro vai absorver essa ‘ajuda’, na forma de mais impostos. Desmentidos e ‘provas’ da real dificuldade serão mostradas, com certeza. Como diria Lilico, antigo humorista da TV, “pra lá com esse negócio…”

    Curtir

  8. 15/04/2015 às 00:58

    É impressionante como até em lugares pouco acessados, sempre acaba aparecendo alguém partidarizando com seus comentários até assuntos que não têm nada a ver com o panorama político atual do país. Se fazendo comentários equilibrados e honestos contra o estado de corrupção que atingiu o Brasil, isso for atributo para que sejam considerados direitistas, então podem incluir o eu nome nessa relação. Seria eu direitista, somente porque gosto que as coisas sejam feitas direito, e não para que sejam protegidas certas castas em detrimento de outras? Como os comentários dos profissionais acusados pelo senhor Weslley, (que nem seu sobrenome divulgou por aqui), são sempre na mesma direção em que eu gostaria que eles fossem mesmo, estarei sempre com esses profissionais, desde que eles não mudem de conduta.

    Curtir

  9. bruno urbanavicius
    15/04/2015 às 14:41

    não foi só o carsughi, também o vander luiz do plantão esportivo foi sacado da jovem pan – jovem só no nome, aliás. levando em consideração os que entraram na emissora, tal demissão pode se revelar um bom negócio para os demitidos.

    Curtir

  10. gustavo henrique
    16/04/2015 às 02:09

    Antonio Zanini, pelo amor de Deus, seu comentário foi simplesmente LAMENTÁVEL ! Dizer que o Tutinha deveria ter proposto ao Carsughi que se aposentasse ? Nem o casal de filhos do Carsughi tem esse direito ! O que dizer do Tutinha ! Claudio Carsughi é o único que tem o direito de decidir o momento de parar, desde que haja emprego para ele. Se ele quiser trabalhar até os 100 anos (espero que ele chegue a essa idade), tendo saúde e lucidez, só ele decide. Que mania tem o brasileiro de querer dar palpite na vida dos outros !

    Curtir

  11. Weslley
    18/04/2015 às 12:13

    Caro Antônio Zanni,não estou partidarizando nada e nem filiado ou simpatizante de qualquer partido eu sou.

    Qual a parte do “nada contra ser de direita” do meu comentário você não entendeu?
    Acusando profissionais?Do quê?De terem um pensamento mais conservador?Isto foi só uma constatação,como disse anteriormente,nada contra.A imprensa é livre e tem o direito
    de se expressar como quiser.

    Para encerrar,quem constatou essa mudança de rumo da jovem Pan foi o próprio Cláudio Carsughi,Leia aí no link

    http://uolesportevetv.blogosfera.uol.com.br/2015/04/13/carsughi-e-demitido-da-pan-e-lamenta-postura-de-direita-da-radio/

    Curtir

  12. 19/04/2015 às 00:07

    Caro Gustavo Henrique, inicialmente devo lhe dizer que o meu sobrenome correto é Z.A.N.N.I, e prosseguindo, digo-lhe que posso ter me expressado mal no meu comentário inicial, e que concordo plenamente em gênero, número e causa, com tudo o que você defendeu sobre a hora de uma pessoa se aposentar. O que realmente eu quis dizer foi que o mínimo que o “Tutinha” poderia ter feito para uma saída honrosa para ambos, e para que houvesse a liberação total das verbas rescisórias a que o Cláudio Carsugi teria direito, seria a solicitação da aposentadoria do velho “Mestre”. Isso é somente uma suposição, caso o problema da empresa fosse a multa de 40% a ser recolhida sobre o saldo do FGTS. Particularmente, eu senti essa demissão do Cláudio Carsugi, como uma tremenda ingratidão dos donos da empresa para com um profissional super correto, assíduo e muito competente no seu ofício, e se eles fizeram isso com um senhor chamado “CLÁUDIO CARSUGI”, podem estar certos de que o destino dos outros profissionais mais antigos da casa será fatalmente o mesmo do velho “Mestre”. Lamentável seria, se eu realmente pensasse da forma como você entendeu o meu texto, e lamento também que você o tenha entendido dessa forma, pois creio que se você tivesse usado somente um pouco de boa vontade, teria notado que minhas palavras iniciais haviam sido de consternação com o ocorrido.

    Curtir

  13. 19/04/2015 às 01:29

    Caro senhor Weslley (ainda sem sobrenome), coloquemos as coisas nos seus devidos lugares para que não haja mais dúvida alguma sobre o que eu realmente quis dizer. Se o senhor não quis partidarizar, pelo menos exercitou o seu direito de rotular as pessoas simplesmente pelas opiniões por elas formuladas. Porventura a senhora Rachel Sheherazade, o senhor Danilo Gentili, e o senhor Reinaldo Azevedo, só porque o senhor discorda das atuações deles em suas mídias, eles forçosamente deverão ser de direita, de centro ou de esquerda? Qual parte da minha explanação o senhor não entendeu? O senhor se julga apto a rotular as pessoas segundo os seus critérios baseado em quais princípios? Seria o “senhor o nosso “Grande Irmão”, aquele citado por George Orwell no livro 1984”? Quem foi que lhe conferiu esse título? Ao que me consta, quem acusou, ou melhor, rotulou três profissionais da mídia de serem de direita foi o senhor mesmo, e ainda disse que só faltaria eles da Jovem Pan contratarem o Lobão. Se o senhor se inclui entre os profissionais de imprensa, arrisco-me a dizer-lhe que talvez o senhor pertença a mais um daqueles blogs sujos, pagos com dinheiro das roubalheiras do partido da estrela vermelha, a serviço da desqualificação dos profissionais de imprensa honestos, e se não o for, então o senhor é mais um inocente útil domesticado pela militância do partido anteriormente citado. Se o senhor tivesse escrito essas considerações que fez a meu respeito, para o falecido radialista Vicente Leporace, ele simplesmente teria mandado que o senhor fosse pentear macacos. Ao fazer os meus comentários, eu uso o meu próprio nome e não me escondo por trás de um pseudônimo, e sequer subtraio o meu sobrenome como o fazem aqueles que possivelmente têm algo a esconder. Já troquei muitos comentários na Internet com pessoas corajosas, que pelo menos não omitiram os seus nomes, e quando fui conferir, eram todas elas militantes assalariados (as) desse partido da estrela vermelha, que se dizia honesto, mas que está quase para enterrar o país na lama da roubalheira desenfreada. Se quem for contra tudo isso que estamos tendo notícias cá no Brasil for de direita, repito então, eu também sou direitista, pois quero ver tudo funcionando direito como um país direito deveria ser.

    Curtir

  14. 19/04/2015 às 01:34

    Caro Gustavo Henrique, inicialmente devo lhe dizer que o meu sobrenome correto é Z.A.N.N.I, e prosseguindo, digo-lhe que posso ter me expressado mal no meu comentário inicial, e que concordo plenamente em gênero, número e causa, com tudo o que você defendeu sobre a hora de uma pessoa se aposentar. O que realmente eu quis dizer foi que o mínimo que o “Tutinha” poderia ter feito para uma saída honrosa para ambos, e para que houvesse a liberação total das verbas rescisórias a que o Cláudio Carsugi teria direito, seria a solicitação da aposentadoria do velho “Mestre”. Isso é somente uma suposição, caso o problema da empresa fosse a multa de 40% a ser recolhida sobre o saldo do FGTS. Particularmente, eu senti essa demissão do Cláudio Carsugi, como uma tremenda ingratidão dos donos da empresa para com um profissional super correto, assíduo e muito competente no seu ofício, e se eles fizeram isso com um senhor chamado “CLÁUDIO CARSUGI”, podem estar certos de que o destino dos outros profissionais mais antigos da casa será fatalmente o mesmo do velho “Mestre”. Lamentável seria, se eu realmente pensasse da forma como o senhor entendeu o meu texto, e lamento também que o senhor tenha entendido dessa forma, pois creio que se o senhor tivesse usado somente um pouco de boa vontade, teria notado que minhas palavras iniciais haviam sido de consternação com o ocorrido.

    Curtir

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: