Início > Notícias > Rádio UFSCar prepara programação especial em homenagem ao Dia da Mulher

Rádio UFSCar prepara programação especial em homenagem ao Dia da Mulher

São mais de 10 horas de músicas de cantoras brasileiras e internacionais, que podem ser ouvidas amanhã em São Carlos e região pelo 95,3 FM, pelo site www.radio.ufscar.br ou pelo app TuneIn

Em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, comemorado nesta terça-feira, dia 8 de março, a Rádio UFSCar está com uma programação em homenagem à luta, à independência e ao talento feminino. São mais de 10 horas de músicas de cantoras brasileiras e internacionais, com início às 8 horas. A partir das 20 horas, a emissora apresenta a edição “Ocho de Marzo”, do programa Latitudes Latinas, e às 21 horas começa a reapresentação do programa Mulheres em Vanguarda, que em 2015 completou 10 anos no ar.

Além de clássicos consagrados das divas Elza Soares, Elba Ramalho, Gal Costa, Elis Regina, Rita Marley e Amy Winehouse, a programação traz também artistas poderosas e representativas do cenário independente e local, como Sara Donato, Gabi Milino, Tika, Sound Sisters, Tássia Reis, Tulipa Ruiz e Karol Conka, entre outras.

A programação especial do Dia Internacional da Mulher na Rádio UFSCar pode ser ouvida em São Carlos e região no 95,3 FM ou pelo site da Rádio UFSCar, em www.radio.ufscar.br, e no app TuneIn em todo o mundo.

Sobre o Dia Internacional da Mulher
Desde meados da década de 1960, convencionou-se comemorar o Dia Internacional da Mulher em 8 de março. Essa data é tida como símbolo de uma série de reivindicações e conquistas de direitos das mulheres, sobretudo no âmbito trabalhista. Entretanto, a escolha dessa data para tal comemoração frequentemente se associa a alguns equívocos.

Conta-se que, em 8 de março de 1857, 129 operárias morreram carbonizadas em um incêndio que ocorrera nas instalações de uma fábrica têxtil na cidade de Nova York, nos Estados Unidos. Esse incêndio teria, supostamente, sido intencional, como forma de repressão às greves e aos levantes das operárias. Houve, sim, um incêndio em uma fábrica de tecidos em Nova York, mas ele aconteceu no dia 25 de março de 1911 e vitimou 146 pessoas, sendo 125 mulheres e 21 homens. A tragédia foi causada pelas péssimas condições trabalhistas da época.

A criação do Dia Internacional da Mulher também remete ao II Congresso Internacional de Mulheres Socialistas, realizado em 1910 em Copenhague, na Dinamarca, evento apoiado pela Internacional Comunista, quando foi proposta a criação de um Dia Internacional da Mulher, mas ainda sem data estipulada. O dia 8 de março é fruto de uma série de acontecimentos, como o incêndio de 1911, a luta por melhorias trabalhistas, a ascensão do movimento feminista na Europa, a luta por igualdade de direitos e as revoluções europeias, que culminaram no dia 8 de março de 1917, na Rússia, quando mulheres trabalhadoras do setor de tecelagem entraram em greve e reivindicaram a ajuda dos operários do setor de metalurgia.

Essa data entrou para a história como um grande feito de mulheres operárias e também como prenúncio da Revolução Bolchevique. Assim, após a Segunda Guerra Mundial, o dia 8 de março – em virtude da greve das mulheres russas – tornou-se aos poucos o símbolo principal de homenagem às mulheres.

logo_radio_hi

Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: