Início > Notícias > Carlos Batista é obrigado a ficar agachado na cabine durante transmissão em Sorocaba

Carlos Batista é obrigado a ficar agachado na cabine durante transmissão em Sorocaba

Por Rodney Brocanelli

O narrador Carlos Batista, da Rádio Bandeirantes, de Campinas, passou por momentos complicados durante a transmissão de São Bento x Ponte Preta, partida válida pelo campeonato paulista de 2017, no estádio Valter Ribeiro em Sorocaba. A Macaca saiu na frente e, como não poderia deixar de ser, Batista colocou toda a emoção na descrição do lance. Parte da torcida não gostou e ele teve de ficar agachado. Quando o São Bento empatou, novo momento de conflito. Os torcedores locais, segundo o relato do locutor via Facebook, cobraram o mesmo tipo de narração, com um gol mais longo para o empate da equipe local. Alguns mais exaltados ameaçaram invadir a cabine, que fica bem próxima de um dos setores de arquibancadas do estádio. Os seguranças da Ponte Preta ajudaram a conter o tumulto, segundo o relato de Batista. Ao site da Band FM, de Sorocaba, Batista disse que  a polícia sugeriu que ele fizesse um boletim de ocorrência, ideia que foi deixada de lado. “Prefiro não fazer. O São Bento não pode pagar por causa de irresponsáveis. Felizmente tudo acabou bem”. A assessoria do São Bento informou que irá se pronunciar após uma apuração interna dos fatos.

Carlos Batista - Sorocaba

Anúncios
  1. MVCM
    27/03/2017 às 11:04

    Toda confusão na verdade começou pelo fato de dirigentes da Ponte Preta provocar a torcida do Bentão, principalmente o seu vice presidente o Sr. Giovanni Dimarzio que não passa de um dirigente “torcedor”, inclusive, com atos de vandalismo dentro da cabine que estava, quase quebrando os vidros do local com socos em suas comemorações. É isso que dá ter dirigentes “amadores” na gestão do clube. Força Bentão, você é tradição!

    Curtir

  2. Eduardo
    27/03/2017 às 11:42

    Ok. Mas NADA, nem mesmo um dirigente torcedor justifica agressão.

    Curtir

  3. César
    27/03/2017 às 16:27

    Alias o povo de Campinas se acha além de tudo em 1995 o que foi feito com os torcedores da A. A. Portuguesa no Moisés Lucarei foi guerra contra nós que até agora não sei como sobrevivi das atitudes.

    Curtir

  4. 20/07/2017 às 12:20

    O Locutor não direito de nem narrar o jogo que absurdo os vandalos bandidos nos estadios de Futebol

    Curtir

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: