Play chega à Porto Alegre pela frequência dos 640Khz; Bandeirantes fica apenas em 94,9Mhz no FM

Por Rodney Brocanelli

Os ouvintes da Rádio Bandeirantes, de Porto Alegre, que estão acostumados a ouvir a emissora na nos 640Khz em Amplitude Modulada tiveram uma surpresa nesta última quarta (02). A frequência passou a retransmitir a programação da Play FM, que é veiculada a partir de São Paulo em 92,1Mhz. Com isso, os ouvintes porto-alegrenses passam a ouvir a Bandeirantes apenas no FM, em 94,9Mhz.

Conforme informações do site Tudo Rádio, essa mudança já é uma preparação para migração da frequência dos 640Khz para o FM estendido, o que deverá ocorrer ainda no segundo semestre de 2021, mas ainda sem outros detalhes.

Lançada em julho de 2020, a proposta da Play FM é “tocar só sucessos para o público adulto, resgatando o melhor do rádio dos anos 80, 90 e começo dos anos 2000 com artistas que hoje são pouco tocados nas rádios”, conforme declarações de Betinho, seu atual diretor artístico.

Além da programação musical, a emissora conta com alguns programas de destaque em sua grade. como o humorístico Café com Bobagaem, o esportivo Tops da Bola, o talk show Reclame e o Replay, musical comandado por Zeca Camargo.

A chegada da Play em Porto Alegre é um passo importante em seu processo de expansão. A rádio conta com afiliadas em Birigui e Riversul, cidades do interior paulista.

Conforme relatos colhidos em redes sociais, nessas primeiras horas de operação, a Play, de Porto Alegre, não veiculou os breakes comerciais. Rodou música em vez disso. No entanto, uma parcela de ouvintes reclamou do fato de Os Tops da Bola dar muito destaque aos clubes paulistas. Algo que precisa ser ajustado para o exigente ouvinte gaúcho que, em geral, torce para dois clubes com história e tradição: Grêmio e Internacional.

Essa movimentação toda deverá significar na prática duas coisas

1) A frequência dos 640Khz, que é histórica em Porto Alegre, por abrigar a Rádio Difusora, de propriedade dos freis capuchinos, está com os dias contatos.

2) Claro que em rádio, tudo é uma questão de momento, mas essa iniciativa de colocar a Play FM no dial estendido representa o fim da esperança de um retorno da hoje extinta Ipanema FM, outra emissora histórica, voltada ao público jovem, que teve seu auge nos anos 1980.

Saiba mais sobre esse tal de FM estendido clicando no link abaixo.

Agora sim! José Silvério estreia na Rádio Capital em 12 de junho

Por Rodney Brocanelli

José Silvério vai voltar ao rádio esportivo no próximo dia 12 de junho. Ele será um dos narradores da nova equipe esportiva da Rádio Capital. Sua primeira transmissão acontece na partida Palmeiras x Corinthians, válida pela terceira rodada do campeonato brasileiro de futebol. A informação foi divulgada pelo jornalista Flavio Ricco, do portal R7. Neste domingo (30), a emissora começou a divulgar as primeiras chamadas em sua programação (ouça abaixo).

Saiba mais sobre a nova equipe esportiva da Capital no link a seguir.

Banda B começa a transmitir no FM estendido de Curitiba

Por Rodney Brocanelli

Nesta segunda (24), a Rádio Banda B, de Curitiba, iniciou suas transmissões no FM estendido. A emissora está transmitindo sua programação nos 79,3Mhz. Além disso, ela segue no AM, onde já opera nos 550Khz. Luiz Carlos Martins, fundador da emissora, fez um anúncio oficial da novidade aos seus ouvintes (veja abaixo). Em sua manifestação, Martins fez questão de lembrar do diretor-executivo Michel Micheleto, morto em abril deste ano, vítima da Covid-19. ” Eu tenho certeza de que, lá em cima, o Michel está vibrando com a gente! Esta transmissão é feita em sua homenagem, meu irmão”, disse.

Durante seu breve pronunciamento, Martins afirmou que essa transmissão na nova faixa é em caráter experimental e pediu para que os ouvintes entrassem em contato com a rádio para informação como está a recepção. Em seu site a emissora informa o telefone 41-3240-7500, o Whatsapp nos números 41 98407 0550 ou 41 99111 1417. Pelas redes sociais é possível enviar informações, seja pelo Twitter (aqui) ou o Facebook (aqui).

A Banda B é a primeira emissora de Curitiba a entrar no FM estendido. Outras emissoras já estão transmitindo nessa faixa. Para saber mais sobre o FM estendido, clique no link abaixo.

Um breve resumo sobre o FM estendido

Osvaldo Reis, o Pequetito, se recupera bem após ter AVC

Por Rodney Brocanelli

Osvaldo Reis, o Pequetito, usou as redes sociais para explicar a sua ausência nas transmissões de futebol da Rádio Super 91.7 FM, de Belo Horizonte, emissora na qual narra as partidas do Cruzeiro. “No sábado (24), sofri um AVC isquêmico leve e desde então, estive internado”. Ele teve alta do hospital na última quinta (29).

Ainda segundo Pequetito, apesar de leve, o AVC deixou algumas sequelas como o comprometimento do movimento da mão e perna direitas, e um pouco da fala, o que atrapalha e muito seu trabalho.

No comunicado, o narrador aproveitou para agradecer a quem orou e enviou energias positivas e às equipes de neurologia e cardiologia do Hospital Felicio Rocho, a Deus e aos seus familiares. “Em breve, voltarei a levar emoção e poesia no seu radinho!”.

Osvaldo Reis está na Super 91.7 FM desde 2017. Antes, ele teve passagens marcantes pela extinta Radio Globo, de Belo Horizonte, e ele participou de grandes coberturas pela rede, e também pela Rádio Inconfidência. Fez carreira no interior de Minas Gerais, em emissoras de Monte Santo, Alfenas e São Sebastião do Paraíso.

Arquivo Guaíba relembra passagem do jogador Denner pelo Grêmio

Por Rodney Brocanelli

O Arquivo Guaíba teve sua edição deste final de semana totalmente dedicado ao jogador Denner, habilidoso meio-campista que teve uma carreira curta no futebol, abreviada por um acidente de automóvel acontecido no Rio de Janeiro, em 18 de abril de 1994. Revelado pela Portuguesa de Desportos, o jogador teve uma breve passagem pelo Grêmio em1993, mas suficiente para participar da campanha do título gaúcho daquele ano. O programa veiculou registros da chegada de Denner à Porto Alegre, trechos um especial veiculado pouco depois de sua morte, depoimentos dos atuais comentaristas da emissora Carlos Guimarães, Gutiéri Sanchez e Cristiano Oliveira e áudios dos quatro gols que o jogador marcou pelo tricolor, com narrações de Haroldo de Souza e Élio Fagundes. Destaque da programação da Rádio Guaíba, de Porto Alegre, o Arquivo Guaíba tem a apresentação de Luís Magno.

Pedro Ernesto Denardin e Haroldo de Souza recebem primeira dose da vacina contra o Covid-19

Por Rodney Brocanelli

Pedro Ernesto Denardin e Haroldo de Souza, os dois grandes nomes da narração esportiva do rádio de Porto Alegre, tomaram as primeiras doses da vacina contra o Covid-19, popularmente conhecido como Coronavírus.

Nesta sexta (26), Pedro Ernesto, 71 anos, locutor da Rádio Gaúcha, anunciou em seu perfil no Twitter que fora vacinado. Na noite anterior, ele voltou às narrações transmitindo Juventude x Grêmio, partida válida pelo campeonato gaúcho de 2021 (veja aqui) “DUAS EMOÇÕES. Na noite de quinta feira voltei a narrar jogos de futebol. Na manhã de hoje tomei a vacina Coronavac. Estou feliz”, escreveu (veja aqui).

Um dia antes (25), Haroldo de Souza, 76 anos, narrador da Rádio Grenal, foi até a uma UBS receber a primeira dose da vacina, com direito a registro em fotos e vídeo em seu perfil no Facebook (veja aqui e aqui). No post, Haroldo agradeceu aos profissionais que o atenderam na ocasião e pediu pela proteção de Nossa Senhora Aparecida.

Pedro e Haroldo entraram também para a galeria de profissionais da comunicação que já iniciaram o processo de imunização contra este virus nefasto (veja aqui e aqui).

Vacina sim!

CNN Brasil lança “Entre Vozes”, podcast com Luciana Barreto

Luciana Barreto, apresentadora do “CNN Novo Dia”, “Realidade CNN” e “CNN Nosso Mundo”, é a mais nova âncora a encabeçar um podcast no canal. A jornalista comanda o ‘Entre Vozes’, podcast que convida os ouvintes a conhecerem histórias e relatos de especialistas que tratam de temas urgentes, que precisam ganhar cada vez mais espaço no debate público, como questões de classe, gênero, raça e tantas outras. 

“O Entre Vozes é um sonho antigo. Partiu da necessidade de dar visibilidade e tratar com profundidade pautas que passam por nós, nas redações, e necessitam de um olhar mais atento. Eu costumo chamar de ‘pautas negligenciadas’. A ideia é tirar da bolha e trazer para discussão”, conta Luciana Barreto. 

A primeira temporada conta com 10 episódios de cerca de 30 minutos cada e que serão lançados sempre as terças-feiras. Para isso, serão abordados temas como capacitismo, discurso de ódio e trabalho doméstico.

primeiro episódio, que está disponível desde a última terça (16), joga luz sobre o algoritmo racista da internet e das redes sociais. Além de conversar com especialistas, Luciana ouve depoimentos de quem já foi prejudicado pelo algoritmo devido à cor de sua pele, e fala também como jornalista, mestre em relações étnico-raciais, além de mãe e mulher negra. 

Os podcasts da CNN Brasil 

O Entre Vozes chega para completar o leque diverso de podcasts da CNN Brasil. Desde o início, a estratégia de conteúdo exclusivo em áudio faz parte do plano multiplataforma da emissora, que, entre programas diários e semanais, traz oito títulos encabeçados por estrelas da casa: ‘E Tem Mais’, com Monalisa Perrone; ‘Horário de Brasília’, com Daniela Lima e Renata Agostini; ‘CNN Mundo’, com Lourival Sant’Anna; ‘Na Palma da Mari’, com Mari Palma; ‘O que eu Faço?’, com Fernando Nakagawa e Luciana Barreto; e ‘Abertura de Mercado’, com André Jankavski. 

“A grande vantagem do digital é que quando criamos um produto, temos um grande portfólio de plataformas para entender onde ele mais se encaixa e com qual público falará. Nossos podcasts carregam todo o conceito multiplataforma da CNN e o DNA da emissora, mas em formato e linguagem pensados exclusivamente para cada meio. Para quem acompanha a marca CNN, é uma oportunidade de ter muito mais informação no lugar que estiver”, explica Douglas Tavolaro, CEO da CNN Brasil. 

O ‘Entre Vozes’, assim como todos os podcasts da CNN Brasil, está disponível nas principais plataformas de podcast e em www.cnnbrasil.com.br.

 

Caminhoneiro morto em acidente no Rio Grande do Sul foi radialista em Ijuí

Por Rodney Brocanelli

Uma tragédia marcou o noticiário geral deste final de semana. No último sábado, um caminhão tanque que estava transportando combustível pegou fogo ao tombar da ponte do Arroio da Boa Vista, na BR-386, altura do município de Estrela (RS). O acidente foi filmado ao acaso e as imagens foram exibidas exaustivamente nos noticiários de tevê e nos grandes portais de internet (veja aqui). O motorista Andersom Barbosa, de 36 anos, morreu na hora que estava sozinho no veículo. A identificação de seu corpo somente será confirmada após um teste de DNA.

Antes de trabalhar como motorista, Andersom foi radialista e trabalhou durante o ano de 2014 na Rádio Progresso, da cidade de Ijuí (RS). A própria emissora que divulgou essa informação (clique aqui). Nela desempenhou várias funções: foi locutor, operador de mesa de áudio, plantão esportivo e redator. Também foi assessor de imprensa na cidade de Coronel Bicaco, onde nasceu. Atualmente, prestava serviços para a empresa TRR Lambari, de Ijuí, lidando com transporte de combustíveis. Era chamado de Barbosão, por amigos e companheiros.

Durante a transmissão de Ypiranga x Internacional, partida válida pelo campeonato gaúcho de 2021, o narrador Luís Magno manifestou pesar pela morte de Andersom.

Rádio MEC homenageia o radialista Lauro Gomes

do site da EBC

Se há um produtor que deu voz e vez ao músico brasileiro, principalmente aos que se dedicam à música de concerto, esse é Lauro Gomes. Ele trouxe o prestígio de  músicos consagrados para os ares da Rádio MEC, mas também deu palco e vez para os iniciantes, revelando talentos e alavancando carreiras.

Lauro Gomes morreu aos 83 anos, nesta sexta-feira (12/03), vítima de uma parada cardíaca no hospital onde tratava de um câncer recém descoberto.

O mineiro que nasceu em 23 de março de 1937, começou sua trajetória na Rádio MEC (à época, ainda Rádio Ministério da Educação e Cultura) em 1974, e em mais de quarenta anos, ele produziu inúmeros programas, além de colaborar com tantos outros em uma carreira que teve importante papel na construção da imagem que a Rádio MEC mantém junto aos ouvintes.

O primeiro desafio, logo nos seus primeiros anos de emissora, foi organizar a programação da Rádio MEC, buscando uma identidade própria para ela – identidade que perpassou por sua paixão pela música, tanto a clássica quanto a popular.

Ainda nos anos 1980, Lauro Gomes assumiu a produção do programa “Música e Músicos do Brasil”. Importante marco da radiofonia brasileira, o programa está no ar há mais de sessenta anos.

Já nos anos 2000, produziu diversos ciclos de programas em homenagem a grandes nomes da música clássica brasileira, como Guiomar Novaes, Francisco Mignone e Nelson Freire.

No início de 2020, antes da pandemia do novo coronavírus, Lauro Gomes foi o primeiro convidado a participar do projeto Memória Rádio MEC, uma parceria da emissora com a Gerência de Acervo da EBC que resgata histórias que contribuem para a construção da memória da EBC.

O Memória Rádio MEC apresenta em quatro programas dedicados às produções de Lauro Gomes na MEC, algumas das belezas que ele promoveu. Você vai ouvir entrevistas e registros musicais presentes em nosso acervo, além do depoimento do próprio Lauro, gravado em evento realizado no dia 12 de fevereiro de 2020.

Neste primeiro programa que abre a série, confira entrevistas realizadas por Lauro com Francisco Mignone, Nelson Freire e Bidú Sayão.

Clique abaixo e acompanhe os temas dos próximos programas da série:

Programa 2

Programa 3

Programa 4

Programa 5

Programa 6

Saiba mais sobre Lauro Gomes clicando aqui.

Sala de Redação completa 50 anos com novidades; Alex Bagé e Luciano Potter estreiam como debatedores

Um programa que prioriza a tradição de um bom debate esportivo sem perder o que o trouxe até aqui e o que conquista uma média de 84,3 mil ouvintes por minuto na Grande Porto Alegre*: o olhar constante para evolução. Assim é o Sala de Redação, companhia diária dos gaúchos desde 1971 e que, em junho deste ano, celebra 50 anos de sucesso. Para marcar a nova fase, na quarta-feira (10), estreia uma nova temporada, com a escalação dos comunicadores Alex Bagé e Luciano Potter para compor o time já consagrado de comentaristas. Ao longo dos próximos meses, outras novidades serão anunciadas no produto.

Reconhecido por reunir as principais vozes do jornalismo esportivo do Estado, o Sala de Redação desde o início apostou na informalidade para promover a conversa entre colegas e ouvintes. As novas contratações surgem para contribuir com o perfil do programa, representando os milhares de torcedores que o acompanham diariamente: Alex Bagé e Luciano Potter chegam para simbolizar as torcidas gremista e colorada, respectivamente.

– Futebol é uma grande paixão dos gaúchos e, por isso, é uma das crenças da RBS para promover relação e desenvolver proximidade com o público. Todos os esforços que fazemos nesse sentido são para levar ainda mais emoção aos torcedores, por meio de um conteúdo que demonstre identidade e pertencimento. E a vinda desses dois comunicadores reforça o propósito de um Esporte que emocione e se aproxime dos gaúchos – destaca o gerente-executivo de Esporte do Grupo RBS, Tiago Cirqueira.

Os reforços estarão no ar de segunda a sexta-feira, na Gaúcha, das 13h às 14h30, e somam-se a um elenco já reconhecido pelo público, composto por grandes personagens do rádio, como Pedro Ernesto Denardin (apresentador) e Adroaldo Guerra Filho, o Guerrinha, e a participação dos comentaristas David Coimbra, Diogo Olivier, Leonardo Oliveira e Maurício Saraiva.

Com o movimento, os comunicadores Duda Garbi e Rafael Malenotti deixam a empresa para se dedicarem a projetos pessoais.

Seguindo o mesmo espírito do Sala de Redação de estar sempre em movimento, buscando trazer atualizações para a audiência, em sintonia com as novas tendências no mundo da comunicação, os programas Bola nas Costas e Pretinho Básico também terão novidades. Nas próximas semanas, as atrações passam a contar com a participação de Gio Lisboa e Nando Viana.

Um dos grandes destaques do stand up comedy nacional, Gio Lisboa é um humorista gaúcho conhecido por levar diversão ao público a partir de histórias que todo torcedor se identifica. Esses relatos poderão ser acompanhados pela audiência do Pretinho Básico das 13h e do Bola nas Costas. Nando Viana também chega para fazer os ouvintes darem boas risadas: há 12 anos, trabalha exclusivamente com humor e leva seu trabalho para as principais casas do gênero no Brasil. Ele será um dos participantes do Pretinho Básico das 18h.

Saiba mais sobre os reforços do Sala:

Alex Bagé – Com uma trajetória de mais de 15 anos de dedicação ao jornalismo esportivo, Alex Bagé já trabalhou como produtor, repórter, apresentador, comentarista e analista de arbitragem. Começou sua carreira na Rádio Guaíba, em 2005, onde permaneceu até 2013, quando migrou para a Rádio Grenal. Desde 2017, atuava como comentarista esportivo na Band RS, apresentando programas como Esporte Notícia e Toque de Bola, na rádio, e participando da bancada do Donos da Bola, na televisão. Atualmente, Bagé é presidente da Associação dos Cronistas Esportivos Gaúchos (Aceg), pela segunda gestão consecutiva, e 1º vice-presidente da Associação de Cronistas Esportivos do Brasil (Aceb).

Luciano Potter – Jornalista formado pela PUCRS em 2002, Potter tem uma trajetória de mais de 20 anos de Grupo RBS. Começou a carreira já na empresa, na Gaúcha, onde desempenhou as funções de rádio escuta e estagiário de Esporte ao longo de dois anos, até migrar para a Atlântida. Na rádio de entretenimento, trabalhou em programas como Y, Na paz, Night Club, Barracão, Bola nas Costas e Pretinho Básico. Também soma experiência na TV, meio em que apresentou o programa Papo Clip, da TVCOM, e Patrola, da RBS TV. Agora, o comunicador volta às origens e passa a se dedicar a news e esporte, com participações diárias no Sala de Redação e no Timeline, atração que comanda desde 2014, ao lado de Kelly Matos e David Coimbra. Ainda atua pontualmente como colunista de Zero Hora e GZH.

*Kantar IBOPE Media, EasyMedia 4, Gde. Porto Alegre, nov/20-jan/21.

“Reclame”, da Play FM, recebe a atriz Danni Suzuki nesta terça-feira

O Reclame desta terça-feira (2) recebe a atriz e apresentadora Danni Suzuki, a partir das 19h30, na Play FM. Nascida no Rio de Janeiro, a artista ingressou no mundo artístico em 1987 ao participar de um comercial da Coca-Cola. Em 2000, fez sua estreia em telenovelas com a personagem Sarah de “Uga Uga”. Depois disso, integrou o elenco de vários outros folhetins da TV Globo, como “Malhação”, “Estrela-Guia”, “Bang Bang”, “Pé na Jaca” e “Cheias de Charme”, além de ter sido repórter do “The Voice” em 2012 e 2015.

Durante a entrevista, ela fala da carreira, da estreia da série “Arcanjo Renegado”, onde vive a capitã Luciana Mayumi, e sobre o lançamento de seu novo canal no YouTube.

A atração conversa ainda com Vanessa Bentivegna, head de mídia, insights e digital transformation da Reckitt Benckiser (dona de marcas como Veja, Vanish, Lysol, SBP e Bom Ar). A executiva entrou na empresa em maio de 2019 e já implementou grandes mudanças. Em parceria com a BETC, criou uma agência in-house que trouxe mais agilidade para o dia a dia.

O Reclame vai ao ar todas as terças-feiras, das 19h30 às 21h, sob o comando do ator e apresentador Felipe Solari, da jornalista Mônica Salgado e do jornalista, publicitário e humorista Emerson Souza. Com foco no mercado publicitário, a atração aborda os assuntos de forma descontraída, sem termos técnicos, mesclando outros temas essenciais como cultura, música, tecnologia, empoderamento feminino, grandes festivais, esportes, igualdade de gêneros e tendências.

A Play FM tem programação musical voltada para os sucessos dos anos 1980, 1990 e início dos anos 2000, podendo ser ouvida na Grande São Paulo em FM 92.1 e em todo o país pelo aplicativo Band Rádios para smartphones. Siga a emissora no Facebook e no Instagram.

Rádio Bandeirantes e BandNews FM transmitem final da Taça Libertadores da América neste sábado

As equipes de esportes da Rádio Bandeirantes e da BandNews FM estarão em ação nas primeiras horas deste sábado (30) para a cobertura da grande final da Taça Libertadores da América 2020 entre Palmeiras e Santos no Maracanã.

Na Rádio Bandeirantes, os repórteres Gustavo Soler (Santos) e Vinícius Bueno (Palmeiras) iniciam as reportagens, ao vivo, a partir das 5h30 da manhã, no programa Pulo do Gato. O Primeira Hora, às 7h, e o Jornal Gente, às 8h, também contarão com a participação da dupla diretamente da capital fluminense.

Às 10h, a emissora de rádio coloca em campo toda a sua equipe. Milton Neves comanda o Especial Libertadores da América, que vai ao ar também no YouTube, sobre a final inédita de dois clubes paulistas na principal competição de futebol do continente. No estúdio, estarão ainda o apresentador Ricardo Capriotti e os comentaristas Claudio Zaidan e Alexandre Praetzel debatendo e movimentando a reportagem em pontos das cidades de São Paulo e de Santos.

A partir das 16h, o narrador Ulisses Costa abre a Jornada Esportiva, que terá comentários do craque Neto e reportagens de Vinícius Bueno e Gustavo Soler.

Assim que o clássico terminar, Milton Neves volta, ao lado de João Paulo Cappellanes, para comandar o Terceiro Tempo analisando o clube que irá representar o Brasil no Mundial de Clubes da FIFA no Catar, evento que também terá a cobertura da Rádio Bandeirantes a partir de 4 de fevereiro.

Já a BandNews FM vem acompanhando a preparação das equipes, os treinos, e a movimentação na capital fluminense ao longo da semana. Desde terça-feira (26), a rádio tem levado ao ar boletins especiais destacando a história do clássico entre Palmeiras e Santos, os ídolos do passado e a lembrança das conquistas mais recentes da Libertadores por parte dos dois times.

A partir desta sexta-feira (29), o narrador Marcelo do Ó e o repórter Arthur Covre trazem as informações sobre o último treino antes da final direto do Rio de Janeiro. Destaque para o programa BandNews na Área, que terá uma edição especial das 21h40 às 23h.

No sábado (30), a cobertura começa pela manhã reunindo todos os detalhes da partida. Gustavo Sleman, Ryan Lobo e Julia Kallembach acompanham a movimentação nos hotéis onde os times estão concentrados, até a saída dos jogadores para o estádio.

O clássico terá narração de Marcelo do Ó, comentários de Bruno Camarão e reportagens Arthur Covre (Palmeiras) e Juliana Yamaoka (Santos).

Rádio Gaúcha fará ampla cobertura do Gre-Nal dos campeões Mundiais: Abel x Renato

No próximo domingo (24), Inter e Grêmio se enfrentam às 16h, no Beira-Rio, pela 32ª rodada do Brasileirão. O jogo contará com cobertura especial do Esporte do Grupo RBS, que tem como mote “Gre-Nal dos campeões Mundiais: Abel x Renato”, já que a partida marca a primeira vez em que os craques se enfrentam como técnicos da dupla. Veja abaixo como será a programação da Rádio Gaúcha.

Na sexta-feira e no sábado, Esportes ao Meio-Dia, Hoje nos Esportes, Show dos Esportes, Show de Bola e Sábado Esporte atualizam o noticiário com as novidades da dupla e as projeções de escalações para o clássico e grandes histórias que ajudaram a construir o clássico gaúcho, com a presença de repórteres e comentaristas.

No domingo (24), o Gre-Nal da Gaúcha terá mais de 12 horas de duração, com o início da cobertura às 9h30. A equipe de repórteres estará em cima do fato para manter o torcedor informado sobre todos os detalhes da preparação das equipes para o jogo e, a partir do Pré-Jornada, às 14h30, a programação da Gaúcha pode ser conferida também em vídeo com lives em GZH. Depois do Gre-Nal, as repercussões seguem com as entrevistas dos treinadores e análise dos comentaristas no Balanço Final. E o clássico na rádio só termina às 22h, após o encerramento do Zona Mista, que terá a presença de comentaristas e dos repórteres de torcida da dupla Gre-Nal, que além de debater o clássico trarão a opinião dos torcedores da dupla.

Mariana Godoy deixa o Grupo Bandeirantes e o Jornal Gente

Por Rodney Brocanelli

Mariana Godoy acertou sua saída do Grupo Bandeirantes de Comunicação. O anúncio foi feito nesta quinta (07) em um post publicado em seu perfil no Instagram. Na prática, isso significa que ela não volta mais ao Jornal Gente, da Rádio Bandeirantes. A jornalista se afastou de suas atividades em novembro do ano passado depois que foi diagnosticada com o Covid-19. Neste meio tempo, o Melhor Agora, programa que apresentava na Band TV, foi cancelado.

“A Band entendeu suas razões e deixou claro que as portas estarão sempre abertas para ela, uma jornalista consagrada, profissional querida e especial que é. No Grupo Bandeirantes, só deixa amigos e admiradores”, diz um comunicado divulgado pelo grupo, mas sem informar maiores detalhes.

No dia 19 de setembro do ano passado, Mariana Godoy concedeu uma entrevista ao programa Do Bom e Do Melhor, comandado por Cátia Fonseca na Rádio Bandeirantes. Nesta ocasião, a jornalista cometeu uma inconfidência e anunciou a data de sua estreia, programada para o dia 5 de outubro (veja aqui).  Pouco depois, no dia 21 de setembro, ela foi apresentada no próprio Jornal Gente (veja aqui).

Seu afastamento depois do diagnóstico da Covid-19 se prolongou mais, uma vez que ela alegou estar com sequelas decorrentes desta enfermidade e também acometida por uma crise de ansiedade (veja aqui).

Antes de integrar a equipe do Jornal Gente, Mariana teve duas outras passagens pelo rádio. A primeira, no Café das Seis, da extinta Rádio Globo, de São Paulo, e no Nova Manhã, da Nova FM (veja aqui).

Leia abaixo o comunicado divulgado pelo Grupo Bandeirantes de Comunicação:

Mariana Godoy esteve hoje na Band com Johnny Saad e companheiros para se despedir, pois parte para novos projetos.

A Band entendeu suas razões e deixou claro que as portas estarão sempre abertas para ela, uma jornalista consagrada, profissional querida e especial que é. No Grupo Bandeirantes, só deixa amigos e admiradores.

A apresentadora deixou uma mensagem carinhosa em suas redes sociais. Veja abaixo:

“Tudo foi muito bom e eu agradeço à Band por ter me acolhido com tanto carinho. ‘A vida é feita de escolhas’ e eu escolhi buscar novos horizontes. Sigo em frente com o coração agradecido. Obrigada Johnny, a sua delicadeza de alma faz de você um ser humano especial. Obrigada Zimmerle, pelo convite generoso. Obrigada Rodolfo Schneider, Thays Freitas, Pedro Campos, Cláudio Humberto e toda a equipe da Rádio Bandeirantes, com vocês aprendi muito sobre esse veículo fascinante. Na Band eu reencontrei bons amigos e conheci muita gente linda. Obrigada a todos. Agora chegou o momento de partir e aonde eu for, de alguma forma, levarei um pouquinho de cada um de vocês. Sucesso pra todos nós, sempre. Mariana Godoy”.

 

No Manhã Bandeirantes, José Luiz Datena fala sobre a falta de músicas na programação da Rádio Bandeirantes

Por Rodney Brocanelli

A seu modo, José Luiz Datena falou no programa Manhã Bandeirantes sobre a Rádio Bandeirantes não poder tocar mais músicas em sua programação. Ele foi fazer uma brincadeira com Felipe Garrafa, um dos integrantes sua equipe, e pediu para que fosse tocado o clássico Je t’aime… Moi Non Plus, do francês Serge Gainsbourg. A solicitação se justificou pelo fato de Garraffa sempre falar sussurrando com Datena para que a conversa não vaze o ar. O problema é que o apresentador nem sempre consegue ouvir o que dito. O sonoplasta até começou a rodar a canção, mas o próprio Datena pediu para tirar do ar: “Ah, parece que não pode tocar mais musica aqui. Corta a música”, disse.

Agostinho Teixeira, co-apresentador do programa, disse que poderia, se fosse um trecho só. No entanto, não houve mais a execução da música. “É outra regra que tem aqui”, disse Datena, que depois emendou com algumas alfinetadas à emissora. “Tem uma regra também que a rádio tem que ser mantida no ar 24 horas. De vez em quando cai, todo dia. Desde o dia que eu voltei aqui, no dia primeiro, todo dia saiu do ar a rádio, Então tem que ver as regras dos dois lados aí. Para não tocar música tá tudo bem…Primeiro que eu não gosto de regras. Sou contra a regra”, afirmou.

“Pena que a gente não vai botar música. Não sei porque, não pode tocar mais música aqui. Essa rádio não pode mais tocar música. Acho que é lei. Você tem o artigo e o inciso?, perguntou Datena aos seus colegas de programa, mas sem uma resposta objetiva. Veja mais no player abaixo.

O blog Radioamantes noticiou no último domingo que o programa Arquivo Musical teve de sair do ar para evitar problemas com o Ecad (Escritório Central de Arrecadação e Distribuição), responsável por recolher e pagar direitos autorais aos autores de músicas (leia mais aqui). O Grupo Bandeirantes de Comunicação informou na última terça que o futuro de uma das atrações mais tradicionais da grade da Rádio Bandeirantes está sob avaliação (leia aqui).