Play chega à Porto Alegre pela frequência dos 640Khz; Bandeirantes fica apenas em 94,9Mhz no FM

Por Rodney Brocanelli

Os ouvintes da Rádio Bandeirantes, de Porto Alegre, que estão acostumados a ouvir a emissora na nos 640Khz em Amplitude Modulada tiveram uma surpresa nesta última quarta (02). A frequência passou a retransmitir a programação da Play FM, que é veiculada a partir de São Paulo em 92,1Mhz. Com isso, os ouvintes porto-alegrenses passam a ouvir a Bandeirantes apenas no FM, em 94,9Mhz.

Conforme informações do site Tudo Rádio, essa mudança já é uma preparação para migração da frequência dos 640Khz para o FM estendido, o que deverá ocorrer ainda no segundo semestre de 2021, mas ainda sem outros detalhes.

Lançada em julho de 2020, a proposta da Play FM é “tocar só sucessos para o público adulto, resgatando o melhor do rádio dos anos 80, 90 e começo dos anos 2000 com artistas que hoje são pouco tocados nas rádios”, conforme declarações de Betinho, seu atual diretor artístico.

Além da programação musical, a emissora conta com alguns programas de destaque em sua grade. como o humorístico Café com Bobagaem, o esportivo Tops da Bola, o talk show Reclame e o Replay, musical comandado por Zeca Camargo.

A chegada da Play em Porto Alegre é um passo importante em seu processo de expansão. A rádio conta com afiliadas em Birigui e Riversul, cidades do interior paulista.

Conforme relatos colhidos em redes sociais, nessas primeiras horas de operação, a Play, de Porto Alegre, não veiculou os breakes comerciais. Rodou música em vez disso. No entanto, uma parcela de ouvintes reclamou do fato de Os Tops da Bola dar muito destaque aos clubes paulistas. Algo que precisa ser ajustado para o exigente ouvinte gaúcho que, em geral, torce para dois clubes com história e tradição: Grêmio e Internacional.

Essa movimentação toda deverá significar na prática duas coisas

1) A frequência dos 640Khz, que é histórica em Porto Alegre, por abrigar a Rádio Difusora, de propriedade dos freis capuchinos, está com os dias contatos.

2) Claro que em rádio, tudo é uma questão de momento, mas essa iniciativa de colocar a Play FM no dial estendido representa o fim da esperança de um retorno da hoje extinta Ipanema FM, outra emissora histórica, voltada ao público jovem, que teve seu auge nos anos 1980.

Saiba mais sobre esse tal de FM estendido clicando no link abaixo.

Reginaldo Leme estreia programa na Rádio Bandeirantes neste sábado, 29 de maio

Reginaldo Leme, o maior nome das coberturas do automobilismo, faz contagem regressiva para a sua estreia na Rádio Bandeirantes no próximo sábado (29). Com a experiência de quatro décadas vividas dentro da Fórmula 1, o jornalista será o responsável pela apresentação do programa Bandeirada, que vai levar aos ouvintes o noticiário atualizado, entrevistas com pilotos e demais integrantes do mundo da velocidade, além de uma análise técnica precisa, marca registrada do jornalista.

“Rádio é sempre rádio, aquela paixão de todo garoto. E não foi diferente comigo. Eu morava no interior de São Paulo e escutava aqueles locutores famosos, como Humberto Marçal e Ferreira Martins, falando com a boca cheia: ‘Rádio Bandeirantes’. Todo menino sonha em um dia conseguir trabalhar aqui, mas o meu caminho acabou sendo outro, primeiro no jornal impresso e depois na TV. Agora estou realizando esse sonho que faltava na minha carreira, que é fazer um programa meu no rádio para falar sobre as coisas que eu mais gosto e pelas quais eu mais batalhei e me dediquei na vida. Este desafio está sendo muito importante”, afirma.

Durante a atração, o ouvinte ainda poderá acompanhar histórias inéditas da carreira do jornalista que estavam sendo guardadas para um livro que ele pretende publicar. Outra grande aposta é o quadro “A Caminho da Fórmula 1”, que pretende mostrar todos os pilotos brasileiros que estão nas categorias de acesso. “A expectativa para essa estreia é a melhor possível. Teremos grandes entrevistas com alguns dos nomes mais importantes da história do automobilismo, assim como conversas com meninos que sonham em chegar ao topo deste esporte tão competitivo mesmo enfrentando inúmeras barreiras. Nos fins de semana de Fórmula 1, vou poder expor minha opinião e dizer quem vai largar na frente, o que pode acontecer na corrida ou qual vai ser o grande duelo. A dinâmica do rádio é o que entusiasma todo mundo”.

Regi, como é carinhosamente chamado, iniciou a carreira em 1968 como repórter do jornal O Estado de S. Paulo. Cobriu duas Olimpíadas e três Copas do Mundo, mas com a ascensão do Brasil na Fórmula 1, passou a se dedicar às competições automobilísticas e não parou mais. Ao longo de sua trajetória profissional, acompanhou de perto mais de setecentas corridas, oito conquistas de títulos mundiais e 101 vitórias de pilotos brasileiros.

Bandeirada vai ao ar todo sábado, ao meio-dia, com boletins de segunda a sexta-feira ao longo da programação.

Comentário: O Bandeirada já era para estar na grade da Rádio Bandeirantes. No início do mês, Ricardo Capriotti informou dentro do Bora Brasil que o primeiro programa deveria estrar no último dia 22. (veja aqui). Não houve qualquer explicação para a mudança de planos. Entretanto, o dia 29 de maio é um bom dia para estrear programas. Reinaldo Azevedo, da Band News FM (veja aqui) e Antonio Carlos, da Super Rádio Tupi (veja aqui) que o o digam, em 2017.

Além do mais, 29 de maio é um bom dia para nascer (Rodney Brocanelli).

Ouça abaixo, em uma cortesia de Edu Cesar a chamada veiculada divulgando o Bandeirada.

Luciano Huck fala sobre Paulo Gustavo em entrevista exclusiva a Datena na Rádio Bandeirantes

Criatividade e intensidade eram duas das marcas que mais diferenciavam Paulo Gustavo. Essa definição é do apresentador Luciano Huck, um dos amigos mais próximos do ator, em entrevista a José Luiz Datena na Rádio Bandeirantes. “Paulo era um cara que tinha pressa na vida, uma cabeça muito intensa. Era cheio de ideias, planos, coisas a fazer. Intensidade no trabalho, na família, nos amigos”.

 No dia em que o país lamenta a morte de mais um grande talento levado pela pandemia, Jair Bolsonaro voltou a afirmar que pode editar um decreto contra restrições. Para Luciano Huck, a ameaça do presidente da República é uma “bravata”.

“Eu acho que é bravata. Não tenho a menor dúvida de que a proteção da economia ou dos empregos não é botar as pessoas na rua circulando e se infectando. Primeiramente, era você ter planejado a vacina. Nos países que conseguiram implementar programas de vacinação organizados a população tá praticamente imune. A vida tá voltando. E a gente não. A gente tá atolado e empacado porque foi muito incompetente na gestão dessa crise sanitária”.    

 Apontado como possível nome de centro para a disputar a presidência da República, o apresentador acha que política não pode se misturar com paixão. Luciano Huck fez uma comparação com o futebol e o time de coração para explicar como entende que deveria ser essa relação.

“Meu Corinthians foi para a 2ª divisão e eu continuava corintiano. A relação que a gente tem da paixão pelo futebol não pode se conectar com a política. Política não é pra ter uma relação apaixonada. A política tem que ser uma relação de cliente e fornecedor. Alguém tá te oferecendo um serviço que pode melhorar a sua vida e se não der certo você troca o fornecedor. A gente precisa ter uma relação com a política não de morrer e matar, mas sim do que é melhor pra todos. Não é o que tá acontecendo”.   

Rádio Bandeirantes celebra 84 anos com novidades

A Rádio Bandeirantes chega aos 84 anos nesta quinta-feira, 6 de maio, e celebra a data durante todo o mês com muitas novidades. Entre os destaques estão uma festa virtual, sons históricos que marcaram o noticiário, Marco Antonio Sabino no Jornal Gente, estreia de Reginaldo Leme no comando do programa Bandeirada e a realização de um fórum sobre educação e tecnologia.


No dia 6, a comemoração será marcada por uma festa virtual, com bolo e tudo, preparada pelos profissionais da emissora. Teve apresentador que quebrou os ovos, repórter que bateu a massa e locutor que colocou o bolo no forno. Os ouvintes poderão conferir o resultado nos perfis da rádio no FacebookInstagram e YouTube da emissora.

Na mesma data, o jornalista Marco Antonio Sabino leva a coluna “Insights” ao Jornal Gente. No ar toda quinta-feira, às 9h20, Sabino fala sobre os bastidores da política municipal e estadual em São Paulo, além de trazer ao debate as novidades em políticas públicas nas principais cidades do país.

Reginaldo Leme, o maior nome das coberturas do automobilismo, está chegando à Rádio Bandeirantes para reforçar a equipe de Esportes. Com a experiência de quatro décadas vividas dentro da Fórmula 1, o jornalista será o responsável pela apresentação do Bandeirada. O programa irá abastecer os ouvintes com o noticiário atualizado, entrevistas com pilotos e demais integrantes do mundo da velocidade e a análise técnica precisa, marca registrada do jornalista. A atração estreia dia 22, véspera do GP de Mônaco da Fórmula 1, e será exibida todo sábado, ao meio-dia, com boletins de segunda a sexta ao longo da programação.

Durante todo o mês, a emissora vai relembrar sons históricos que marcaram o noticiário dos últimos 84 anos com matérias especiais ao longo da programação e pílulas no Instagram. Do milésimo gol de Pelé ao ataque ao Pentágono, do incêndio no edifício Joelma aos debates presidenciais, a História passa pelos microfones da Rádio Bandeirantes.

As celebrações chegam ao fim no dia 25 de maio com a realização do Fórum Rádio Bandeirantes Educação e Tecnologia. A emissora vai promover um debate sobre os horizontes que se abrem com a utilização de novas tecnologias no processo educacional nos setores público e privado. Pelo fórum passarão educadores, pesquisadores, gestores públicos e profissionais que encontraram modelos de sucesso para o ensino híbrido durante a pandemia. O evento, das 18h às 20h, será transmitido nas redes sociais da Rádio Bandeirantes com flashes ao longo programação

Reginaldo Leme estreia dia 22 na Rádio Bandeirantes

Por Rodney Brocanelli

Reginaldo Leme, jornalista especializado em Fórmula 1, terá um programa na Rádio Bandeirantes. A estreia está programada para o próximo sábado, dia 22, e irá ao ar a partir do meio dia. O nome já está definido: Bandeirada. “Ele vai falar de bastante de Fórmula 1, mas (também) de automobilismo, de velocidade, as especialidades do Reginaldo Leme”, afirmou Ricardo Capriotti nesta segunda (03) ao anunciar a novidade dentro do Bora Brasil.

No dia anterior, dentro do Terceiro Tempo, comandado por Milton Neves na Band, Reginaldo Leme já havia antecipado a informação. “Eu sou do interior. Sou de Araçatuba, depois fui de Rancharia(…) Ouvir um negócio pela voz do Humberto Marçal: ‘Rádio Bandeirantes’ (emposta a voz), era um negócio assim que não tem como descrever, um negócio místico. E dia 22 agora a gente vai estrear um programa na Rádio Bandeirantes. Eu não sei como é que vou me sentir no dia da estreia”, afirmou.

Em dezembro de 2020, Regi, como é conhecido, foi contratado pelo Grupo Bandeirantes para ser um dos comentaristas das transmissões de Fórmula 1 pelo Band Sports (treinos) e Band (corridas). Nada mais natural que dentro daquele espírito de “Uma Só Band” ele fosse aproveitado pelas outras emissoras do conglomerado de comunicação.

Coincidência ou não, o programa de Reginaldo Leme vai entrar no ar logo após o “Do Bom e do Melhor”, com Catia Fonseca, outro nome que fez recentemente essa migração da tv para o rádio.

Veja abaixo o anúncio feito por Ricardo Capriotti dentro do Bora Brasil.

Veja abaixo o anúncio de Reginaldo Leme dentro do Terceiro Tempo, da Band.

Rádio Bandeirantes marca presença na Copa Shell HB20

A Rádio Bandeirantes estará presente na temporada 2021 da Copa Shell HB20, que começa no próximo fim de semana. A marca da emissora estará estampada no carro do piloto Rogério Motta, que tem longa experiência em sete categorias do automobilismo, acumulando seis títulos.

A abertura do campeonato acontece neste sábado, 1º de maio, no Autódromo Velocitta, em Mogi Guaçu (SP). O torneio, que chega à terceira temporada como uma das mais acessíveis do automobilismo nacional, terá 16 provas por todo Brasil. A competição se encerra em 5 de dezembro, na etapa disputada em Curitiba (PR).

O canal BandSports irá transmitir ao vivo toda a temporada da Copa Shell HB20. 

Isabelly Morais volta ao rádio, agora na Bandeirantes

Por Rodney Brocanelli

O clássico entre Real Madrid x Barcelona, válido pelo campeonato espanhol de 2021, marcou a volta de Isabelly Morais ao rádio, agora na Rádio Bandeirantes (SP). Ela atuou como repórter na transmissão desta partida ao lado de Rogério Assis e Claudio Zaidan, narrador e comentarista, respectivamente. O começo não poderia ser melhor para a profissional. A partida, disputada neste sábado (10), terminou com a vitória do Real pelo placar de 2 a 1. Além disso, esse confronto reúne dois dos maiores clubes de futebol do planeta.

Isabelly chegou ao Grupo Bandeirantes em outubro de 2020 para narrar partidas do futebol feminino nacional pela TV Bandeirantes. Como bem lembrou Edu Cesar em seu Papo de Bola,  “dentro daquilo de ‘uma só Bandeirantes’ e as constantes interações com gente televisiva na rádio e gente radiofônica na TV”, chegou a vez dela para ser escalada para coberturas esportivas no rádio.

Neste domingo (11), a profissional vai participar de outra transmissão na Rádio Bandeirantes: o clássico mineiro entre Cruzeiro x Atlético-MG, às 16h, com narração de Ivan Bruno.

Nascida em Itamarandiba (MG), cidade localizada no Vale do Jequitinhonha, Isabelly ganhou destaque em novembro de 2017 ao ser a primeira narradora de futebol na Rádio Inconfidência, de Belo Horizonte. No ano seguinte, participou do projeto “Narra Quem Sabe”, do canal Fox Sports 2, que visava buscar talentos femininos para a cobertura da Copa do Mundo sediada na Rússia. Quem sabe, ela possa seguir fazendo história, agora narrando um jogo pela Rádio Bandeirantes.

Ouça abaixo os gols da parida com a narrção de Rogério Assis e reportagens de Isabelly Morais.

Arquivo Musical segue fora do ar; ouça trechos do último programa

Por Rodney Brocanelli

O Radioamantes não esquece. Aproximadamente três meses após sair do ar, segue indefinida a situação do Arquivo Musical, da Rádio Bandeirantes. O tradicional programa musical da emissora teve a sua trajetória iniciada em 1963 interrompida a fim de evitar problemas com o Ecad (Escritório Central de Arrecadação e Distribuição), responsável por recolher e pagar direitos autorais aos autores de músicas. A atração foi retirada da grade sem qualquer tipo de aviso prévio, deixando órfãos os seus ouvintes (veja aqui).

Em nota encaminhada ao Radioamantes no mês de janeiro, o Grupo Bandeirantes informou que estava reavaliando a continuidade ou não da veiculação do Arquivo Musical (veja aqui). No entanto, até agora não há qualquer tipo de sinalização para seu retorno, seja na Bandeirantes ou em qualquer outra emissora musical do grupo (Band FM e Play).

Na última segunda-feira, o blog acionou novamente o Grupo Bandeirantes para saber se havia alguma novidade sobre o destino do Arquivo Musical. Até o momento da publicação deste post (terça à noite), não chegou resposta. Caso ocorra alguma manifestação, ela será registrada e destacada aqui.

Ouça no player abaixo, numa excepcional cortesia de Edu Cesar, do site Papo de Bola (clique aqui para conhecê-lo), trechos da última edição do Arquivo Musical na Rádio Bandeirantes, veiculada no dia 27 de dezembro de 2020, sob o comando de Ronald Gimenez.

Em entrevista, Duda Garbi diz qual foi a melhor narração da Batalha dos Aflitos

Por Rodney Brocanelli

Em um longa entrevista ao programa Bebendo e Falando, que é que é veiculado dentro do canal d’O Bairrista no YouTube, o comunicador Duda Garbi (ex-Rádio Atlântida e ex-Rádio Gaúcha) iniciou um debate que deverá interessar bastante aos torcedores do Grêmio: qual é a melhor narração da Batalha dos Aflitos, marca pela qual é conhecida a partida entre Naútico x Grêmio, válida pela série B do campeonato brasileiro de 2005. O vencedor daquele confronto garantiria seu acesso à primeira divisão no ano seguinte. E o tricolor gaúcho garantiu sua vaga de uma forma atípica (veja mais aqui).

Para ele a melhor narração de todos os acontecimentos da Batalha dos Aflitos não foi a da Rádio Gaúcha. “Vou falar aqui uma coisa que o Pedro Ernesto vai ficar puto. A melhor narração da Batalha dos Aflitos é do Marcos Couto. Só que jamais vão dar esse crédito. Jamais. Mas pode procurar(….) eu amo o Pedro(…)Só porque eu tô bebado, senão jamais falaria isso”, disse fazendo jus ao nome do programa (ouça abaixo). 

No começo deste século, trabalhou na Rádio Bandeirantes local, prioritariamente como estagiário da equipe de esportes, e lá conviveu com alguns integrantes históricos do “timaço”: Claudio Cabral, Alexandre Praetzel. Cristiano Silva, João Carlos Belmonte, Daniel Oliveira, entre outros.

Naquela época, Duda não era o Duda. Ele era conhecido no ar como Eduardo Mancuso. Pela emissora, participou de algumas grandes coberturas, como por exemplo a própria Batalha dos Aflitos, na qual atuou como repórter de torcida diretamente de uma casa de eventos em Porto Alegre.

Nessa entrevista, Duda falou com grande carinho por essa passagem de sua carreira. “Depois do trabalho na Band, tu pode trabalhar na serraria, tu faz o que quiser. Eu agradeço a Deus por ter passado pela Band”, afirmou.

Duda falou também sobre sua vida profissional no Grupo RBS, de Porto Alegre, e seus projetos futuros para conteúdos multiplataforma. Um deles, é uma web série na qual ele vai vivenciar o dia-a-dia como jogador de futebol profissional dentro do São José, clube que disputa a primeira divisão do futebol do Rio Grande do Sul (saiba mais aqui).

Ouça abaixo a narração de Marcos Couto.

 

Miltada: Milton Neves não ouve ninguém em abertura de programa

Por Rodney Brocanelli

A abertura do Concentração, da Rádio Bandeirantes, da última quarta (17) foi um tanto problemática para Milton Neves. O apresentador, em home office,  não conseguiu ouvir as participações de João Paulo Cappellanes e Alexandre Praetzel, que iriam transmitir a partida entre Salgueiro x Corinthians, válida pela Copa do Brasil 2021. No entanto, a dupla foi escutada por quem estava acompanhando a transmissão, seja no rádio ou pela Internet. Depois que Milton pediu ajuda para a equipe de retaguarda, o problema foi solucionado. O tempo passa e as miltadas seguem as mesmas. Ouça abaixo.

Alex Bagé deixa Rádio e TV Bandeirantes, de Porto Alegre

Por Rodney Brocanelli

O comentarista e apresentador Alex Bagé deixou o Grupo Bandeirantes, de Porto Alegre. Antes de suas férias terminarem, Ele teve a oportunidade de se despedir dos ouvintes da Rádio Bandeirantes, onde atuava como comentarista, dentro da edição do Esporte Notícia desta quinta (04), com direito até a uma manifestação elogiosa  de Leonardo Meneghetti, diretor geral da filial gaúcha (ouça abaixo). Bagé resolveu aceitar a proposta de um grupo concorrente, que ainda não foi divulgado qual é de forma oficial até o momento da publicação deste post. O site Coletiva informou que a Rádio Gaúcha seria o destino do profissional. Além de atuar no rádio, Alex Bagé também participava da versão local do Donos da Bola, na TV Bandeirantes. Sua saída acontece faltando um dia para retornar de um período de férias. 

Ouça abaixo a despedida de Alex Bagé.

 

 

Com mudanças, Bastidores do Poder terá uma hora de duração na Rádio Bandeirantes

Por Rodney Brocanelli

O blog Radioamantes divulgou na última segunda as novidades relacionadas à programação esportiva diária da Rádio Bandeirantes (clique aqui). Elas passam a valer a partir do próximo dia 1º de março. Com o remanejamento de Os Donos da Bola para o fim de tarde, o Bastidores do Poder passa a ter apenas uma hora de duração (atualmente, vai ao ar entre 17h e 19h). No ar, desde 2016, com cinco anos de existência comemorados no último dia 22 de fevereiro (veja aqui), a atração veio para disputar a audiência desse filão de programas de análise política que passou a ser explorada pela Rádio Jovem Pan, com Os Pingos nos Is. 

Pouco mais de cinco anos depois, a Bandeirantes volta a entrar firme na briga pelo público que ouve os programas esportivos entre o final de tarde e o início da noite. Esse período já tem programas de peso como o Na Geral, hoje na Massa FM e o Estádio 97, da 97 FM (aliás, o DNA desses dois programas é praticamente o mesmo).

Confira a nova grade de programação da Rádio Bandeirantes de segunda a sexta-feira a partir de 1º de março.
 

5h30 às 7h: “O Pulo do Gato”, com Pedro Campos e Silvânia Alves.

7h às 8h: “Primeira Hora”, com Nelson Gomes e Izabella Camargo.

8h às 10h: “Jornal Gente”, com Cláudio HumbertoThays FreitasPedro Campos e Eduardo Castro.

10h às 12h: “Manhã Bandeirantes”, com José Luiz Datena.

12h às 13h: “Nossa Área”, com Elia Junior.

13h às 15h: “Bora Brasil”, com Joel Datena e Ana Paula Rodrigues.

15h às 17h: “Bandeirantes Acontece”, com Cláudio ZaidanSônia Blota e Ronald Gimenez.

17h às 18h: “Bastidores do Poder”, com Cláudio HumbertoIsabel Mega e Christiano Panvechi.

18 às 19h30: “Os Donos da Bola”, com o craque Neto.

19h30 às 21h: “Esporte em Debate”, com Ricardo CapriottiAlexandre Praetzel João Paulo Capellanes.

21h às 22h: “Voz do Brasil”.

22h às 23h: “Band Notícias”, com Douglas Santucci e Cynthia Martins (em rede com a Band).

23h às 24h: “Repórter Bandeirantes”, com Lucas Herrero.

0h às 3h45: “Bandeirantes a Caminho do Sol”, com Vitor Lupatto.

3h45 às 5h30: “Primeiro Jornal”, com João Paulo Vergueiro (em rede com a Band).

Memória: o dia em que Cristiano Silva participou do Lar Doce Lar, no Caldeirão do Huck

Por Rodney Brocanelli

Talvez poucos se lembrem, mas Cristiano Silva, hoje apresentador e repórter da Rádio Guaíba, de Porto Alegre, já apareceu com grande destaque na tela da Globo, mais precisamente no  Lar Doce Lar, apresentado dentro do programa Caldeirão do Huck. Para quem não sabe, a finalidade desse quadro é promover uma reforma completa na casa de quem participa dele. A mãe de Cristiano, Dona Luzia, foi escolhida para ser a protagonista de uma de suas edições, a partir de uma carta escrita por uma de suas filhas, que também se chama Luiza. 

No entanto, conforme as regras da atração, para conseguir a reforma, todos os integrantes da família tem que participar de uma espécie de gincana bolada pela produção do programa. E Cristiano não ficou de fora.

Em uma entrevista ao canal do jornalista Darci Filho, veiculada em agosto do ano passado, Cristiano relembrou dessa história.  No Natal de 2006, família reunida na casa da mãe, ele resolve fazer um discurso, depois de uns champagnes a mais, prometendo uma reforma, mais do que necessária. A questão é que não havia dinheiro para isso. “Eu não tinha dinheiro nem para reformar o banheiro, que dirá a casa toda. Mas é discurso de Natal, tá valendo”, contou.

Nessa confraternização, Cristiano percebeu que uma das suas irmãs, que também se chama Luzia, estava tirando fotos e mais fotos da casa. Isso chamou a sua atenção, uma vez que não eram os tradicionais registros familiares característicos dessas reuniões. 

No ano seguinte, próximo do dia das mães, em maio,  o jornalista combinou de passar na casa da mãe e leva-la para comprar um presente. Chegando lá, é avisado por Dona Luzia que ela não poderia sair. “A tua irmã disse que vem gente importante ver a casa”, explicou. Detalhe: Cristiano estava de bota e bombacha, vestimentas típicas do Rio Grande do Sul. Pouco depois, tocam a campanha, ele vai atender e vê duas vans estacionadas e com equipes de tevê filmando tudo.

A irmã de Cristiano, que estava com eles explica: “Esse pessoal é do Lar Doce Lar, do Caldeirão do Huck, eles estão filmando tudo e vamos participar”. Na época, trabalhando na Rádio Bandeirantes, de Porto Alegre, ele se viu em um dilema, resolvido rapidamente: “Das duas uma: ou os caras não reformam a casa ou eu ficaria desempregado. Não tive dúvidas, eu pediria demissão na hora”, afirmou. 

Cristiano chamou a atenção da produção durante essa primeira visita. Ele até tentou se esquivar, dizendo que não morava naquela casa, mas logo descobriu o motivo: a forma como estava vestido no dia. “É o case ideal: Rio Grande do Sul. Um maluco de bota e bombacha. Na cidade. É isso que eles queriam”, afirmou.

Em agosto, Luciano Huck desembarca na cidade para as gravações do Lar Doce Lar na casa da mãe de Cristiano. Ele estava cumprindo mais um dia de expediente normal na Rádio Bandeirantes, de Porto Alegre, quando seu telefone tocou. O repórter parou tudo o que estava fazendo e falou com seu superior: “O negócio é o seguinte: eu recebi uma ligação do Luciano Huck, ele tá no quarto da minha mãe, com a minha mãe e estou indo pra casa dela agora. Eu estou no Lar Doce Lar. Se vocês quiserem me demitir, façam agora, eu passo no RH e assino tudo, porque essa boca aí eu não vou perder”.

Em resumo, a participação da família de Cristiano foi bem sucedida (veja abaixo). Eles tomaram parte de uma prova organizada no pedalinho da Redenção, um dos parques mais tradicionais de Porto Alegre. Com isso, ganharam o direto de reforma prometida pelo programa. “Eles baixaram a casa e fizeram uma nova. Móveis da Tok Stok. Eu para mim, foi um milagre. Se o pessoal não acredita em milagre, eu sou testemunha. Isso que aconteceu foi um milagre”, afirmou o jornalista.

Aproximadamente 15 anos depois, Dona Luzia, segue morando na casa reformada com outra de suas filhas, chamada Joana. A que escreveu a carta, (também Luiza, vale repetir), hoje mora em Florianópolis. “Claro que teve alguns consertos, mas ela é a mesma casa”, disse Cristiano.

Veja abaixo a entrevista de Cristiano Silva concedida ao colega Darci Filho.

Veja abaixo a participação da família de Cristiano Silva no Lar Doce Lar. São duas partes.

Bandeirantes mexe na sua grade esportiva; Neto passa a disputar audiência no final de tarde

Por Rodney Brocanelli

A Rádio Bandeirantes vai promover uma radical alteração na sua programação esportiva diária a partir do dia 1º de março. Nesta data, dois programas vão trocar de horário. Os Donos da Bola, com a apresentação de Neto, vai ser veiculado a partir das 18h, com uma hora e meia de duração. Com isso, o Nossa Área, comandado por Elia Jr. vai ser remanejado para o meio-dia, com uma hora de duração. Ainda no período noturno, a partir das 19h30, o Esporte em Debate retorna à grade em dias sem jogos de futebol, com a apresentação de Ricardo Capriotti, Alexandre Praetzel e João Paulo Capellanes.

Outra novidade é a estreia de Fernando Fernandes no programa O Mundo dos Esportes, veiculado aos sábados, que terá duas horas de duração, começando sempre às 13h.

As mudanças foram divulgadas durante a própria programação da Rádio Bandeirantes (ouça abaixo) e no jornal Meio & Mensagem, dedicado ao mundo da publicidade. Aliás, a nota publicada pelo M&M dá grande destaque a Neto.

A guinada da versão radiofônica de Os Donos da Bola vai colocar o ex-jogador na briga pelo público do final de tarde, que já tem opções consolidadas no segmento futebolístico, exemplos de Na Geral e Estádio 97. Outro motivo desse ajuste provavelmente seja comercial. Com mais tempo no ar, deverá haver mais espaço para merchans,  testemunhais e o que mais vier nesse sentido.

Resta saber como Neto deverá conciliar o novo horário na rádio com a seu próprio veículo, a Rádio Craque Neto, que transmite jogos de futebol no YouTube. Vale destacar que é apenas em áudio, com a câmera voltada para a equipe de transmissão.

Morre Cleiber Júnior, narrador da Rádio Bandeirantes, de Goiânia

Por Rodney Brocanelli

Morreu na manhã deste domingo (21) o narrador esportivo Cleiber Júnior. Ele é mais uma vítima do Covid-19, conhecido popularmente como Coronavírus. Após o diagnóstico, ele foi internado na cidade de Jaraguá (GO). Posteriormente, foi transferido para Goiânia. Ainda não foram divulgadas informações sobre velório e enterro. Tinha 41 anos.

Nos últimos meses, Cleiber narrava jogos pela Rádio Bandeirantes, de Goiânia. Pela emissora, ele esteve na cidade de Belém para a transmissão da partida entre Remo x Vila Nova, que decidiu o campeão série C do campeonato brasileiro de futebol. Segundo o Diário de Goiás (clique aqui), assim que retornou, fez um exame que deu positivo e  passou a manifestar os sintomas do Covid-19. 

O Vila Nova divulgou nota de pesar. Clique aqui

Cleiber começou sua carreia em 2009, na Rádio Cidade, de Jaraguá (GO). Depois, se transferiu para a Rádio Sucesso, da mesma cidade.  Voltou à Cidade, ocupando cargo de diretor. Chegou até a se lançar candidato a vereador em 2012 e conseguiu uma vaga de suplente. Assumiu uma cadeira na Câmara algum tempo depois.  

Um de seus bordões mais frequentes era o “esbagaçou”.

Veja (ou clique) abaixo Cleiber em ação narrando o gol que deu o título ao Vila Nova.