Archive

Posts Tagged ‘Rádio Jovem Pan’

Mais um domingo na Jovem Pan

Por Rodney Brocanelli

Na manhã deste domingo (23.04) tive a oportunidade de participar mais uma vez do Plantão de Domingo, da Rádio Jovem Pan (a outra ocasião foi em 2015, veja aqui). A apresentação foi de Marcio Spimpolo e na mesa estavam Beeto Saad, Bruno Prado, Anderson Costa e Marcelo Mattos.

Os jogos das semifinais do Paulistão, envolvendo Palmeiras e Ponte (no sábado) e Corinthians e São Paulo dominaram a pauta principal da atração. Houve ainda espaço para pelo menos duas entrevistas ao vivo. Uma delas, com Oscar Schmidt, que entrou ao vivo, pelo telefone, graças a uma intervenção do repórter Daniel Lian. O Mão Santa estava participando do 16º Fórum Empresarial de Foz do Iguaçu (PR).

Eu pude perguntar a Oscar sobre a fase final da NBA, a liga de basquete profissional norte-americano, que está agora na fase de play-offs. Quis saber dele quais os times que chegariam à grande final. Sua aposta foi em Cleveland Cavaliers e Golden State Warriors, os mesmos clubes que fizeram a final do ano passado.

Outra entrevista ao vivo foi com o ex-goleiro Harlei, que atuou por muitos anos no Goiás, chegando a marca expressiva dos 831 jogos como titular. Fiz dois questionamentos sobre goleiros. O primeiro:  como ele via o mercado para os profissionais brasileiros fora do país, em especial na Europa? Harlei disse que recebe atualmente muitos pedidos de indicação de jogadores, mas não de goleiros.

Depois, quis saber qual a opinião de Harlei sobre desempenho dos guarda-metas brasileiros lá fora. Ele preferiu não citar nomes, ficando apenas em um elogio genérico aos que deixaram o país.

Quem participa dos programas esportivos da Jovem Pan, ganha uma edição do livro “7 Capítulos e uma Grande História”, que traz a trajetória da emissora e de seu fundador, Antônio Augusto Amaral de Carvalho, o Tuta.

Jovem Pan (1)

Os gols do final de semana

Por Rodney Brocanelli

Em sua arena, o Corinthians conseguiu a classificação para a fase semifinal do campeonato paulista ao bater o Botafogo, de Ribeirão Preto, pelo placar de 1 a 0. Ouça a narração de Ricardo Melo na 105 FM.

Ouça também a narração de Nilson Cesar, pela Rádio Jovem Pan.

No Rio de Janeiro, o Botafogo chegou à final da Taça Rio ao vencer o Fluminense pelo placar de 3 a 1. Luiz Pendio narrou esta partida na Rádio Globo.

O Internacional está classificado para a fase semifinal do campeonato gaúcho com uma vitória por 2 a 0 sobre o Cruzeiro. Narração de Pedro Ernesto Denardin, na Rádio Gaúcha.

Ouça os gols da mesma partida com a narração de Daniel Oliveira, da Rádio Bandeirantes/RS.

A Caldense venceu o Atlético-MG em partida válida pelo campeonato mineiro. Ouça a narração de Mario Henrique Caixa, da Rádio Itatiaia.

No sábado, o São Paulo goleou o Linense e também se garantiu na semifinal do Paulista. Ouça a narração de Rogério Assis, na Rádio Bandeirantes.

De volta ao campeonato gaúcho, o Grêmio goleou o Veranópolis pelo placar de 5 a 0 e também avançou no gauchão. Narração de José Aldo Pinheiro na Rádio Bandeirantes, de Porto Alegre.

O Cruzeiro venceu o Democrata-GV, pelo campeonato mineiro. Alberto Rodrigues narrou na Rádio Itatiaia.

Na sexta, o Palmeiras bateu o Novorizontino e também está na semifinal do campeonato paulista. Placar final: 3 a 0. Ouça a narração de Marcio Rodrigues, pela Premium Esportes.

Rádio Globo usa ideia executada por Seu Tuta na Jovem Pan para definir seu futuro

01/04/2017 3 comentários

Por Rodney Brocanelli

Todo o noticiário em torno da nova fase da Rádio Globo, que começa a partir de março, destaca que nomes da TV farão parte da nova programação. Alguns deles: Otaviano Costa (Vídeo Show) , Maria Julia Coutinho (Jornal Nacional), Flavia Oliveira (Globo News), Mariana Godoy (Rede TV!, mas que ficou muitos anos no ar pela Globo e Globo News). Conforme texto de Anderson Cheni: “A aposta em nomes conhecidos da telinha será intensificada e garante fonte da coluna que não tem volta, seja jornalista, ator, apresentador, famoso etc… Se for da casa  então (emissoras do Grupo Globo), melhor ainda”.

A história mostra que não é a primeira vez que o rádio recorre a nomes da televisão para tentar sobreviver. Como bem lembrou João Alckmin, na edição da última sexta do Radioamantes no Ar, a Jovem Pan fez a mesma coisa no final da década de 1960. No livro, “Jovem Pan, 50 anos”, lançado em 1994, pela Editora Maltese, Antônio Augusto Amaral de Carvalho, o  Seu Tuta, contou como esse processo se deu. As mudanças começaram pelo nome da emissora, a partir de uma sugestão de Paulo Machado de Carvalho:

“Eu dei a ideia para meu pai de mudar tudo na Panamericana, que estava sem rumo, sem faturamento, sem nada Ele achou que eu deveria assumir a direção-geral da rádio para fazer as modificações que julgasse necessárias. Foi ele que deu o nome de “Jovem Pan”. Era o tempo da “Jovem Guarda” e a televisão estava com um sucesso enorme, especialmente o programa do Roberto Carlos. Então meu pai deu a ideia de que a nova Panamericana poderia se chamar “Jovem Pan” Isso acertado, eu comecei a mexer na programação”.

Com o aval do pai, Seu Tuta primeiro formou uma equipe de esportes, depois formou o play list musical e na sequência procurou nomes da televisão para comandar programas na emissora:

“(…) eu fui buscar o pessoal da TV Record para fazer programas na Jovem Pan. Vieram o Roberto Carlos, o Erasmo Carlos, a Wanderléia, o Agnaldo Rayol, Cidinha Campos, Hebe Camargo, Elis Regina, Jair Rodrigues, Miriam Batucada e muitos outros. A gente começou a fazer programas de 15 minutos, de meia-hora e até de uma hora, dependendo do artista”.

Os resultados, segundo o Seo Tuta, não tardaram a aparecer:

“A rádio começou a ficar conhecida. As pessoas queriam saber das coisas dos grandes ídolos da música popular brasileira e da TV Record. E tudo isso estava na Jovem Pan”.

A comparação dos casos Jovem Pan e Globo ganha mais sentido quando lê-se no blog de Anderson Cheni que o programa de Otaviano Costa (coincidentemente, ex-Jovem Pan, só que FM) será apresentado diretamente do antigo Projac, hoje conhecido como Estúdios Globo, onde são gravadas as novelas, minisséries e programas de auditório e variedades. Lá fica também a casa do Big Brother Brasil.

Se na década de 1960, a TV Record foi usada para alavancar a programação da Rádio Jovem Pan hoje, em pleno século XXI, a Rádio Globo vai usar a TV Globo para tentar definir seu futuro.  No passado, deu certo.

seututa

“Continuo acreditando na carne que anuncio, até que provem o contrário”, afirma Tony Ramos, em entrevista à Jovem Pan

20/03/2017 1 comentário

O Jornal da Manhã, da rádio Jovem Pan conversou ao vivo nesta segunda-feira (20) com o ator Tony Ramos, garoto-propaganda da Friboi, marca do grupo JBS, alvo da Operação Carne Fraca. Na última sexta-feira (17), a Polícia Federal desmascarou um esquema de corrupção envolvendo grandes empresas produtoras de carne, que adulteravam a validade e qualidade dos produtos no País.

Tony Ramos, ouvinte da rádio Jovem Pan resolveu se pronunciar sobre o escândalo durante o jornal, líder de audiência da emissora e garantiu estar surpreso com as informações divulgadas. O ator afirmou que não fará nenhuma ação publicitária com a empresa até que as investigações sejam concluídas.

Antes de firmar contrato com a Friboi, Tony Ramos revelou ter feitos pesquisas sobre a idoneidade da empresa, ações, empresários e seus produtos. Ele confirmou ser um consumidor de carne e garante que não vai deixar de consumir o produto.

“Tenho 53 anos de profissão e não precisaria fazer propaganda para sobreviver, eu fiz porque era um produto confiável, anunciei algo que acreditei. A investigação foi enorme e foram casos pontuais, não posso afirmar que a Friboi está estragada, temos que dar tempo ao tempo”, declara.

O ator, que estará na próxima série da Globo, “Vade Retro” se diz muito tranquilo quanto à sua participação com a empresa, pois não tinha ciência de nenhuma irregularidade.

“Quanto a essa marca que anuncio, não tenho vergonha e nem arrependimento. Estou de voz alta e continuo confiando. Provem o contrário e é evidente que meu pronunciamento público será outro. Não tenho rabo preso com ninguém”, comenta.

Eu não sou fiscal, eu não sou o homem que manipula a carne, mas eu tenho o compromisso social de me posicionar. Continuo acreditando na carne que eu anuncio, mas já falei para a agência que qualquer ação de publicidade terá que aguardar retorno oficial das investigações”, conclui Tony Ramos.

LOGO JP_vermelhoNOVO

Os gols do fim de semana

Por Rodney Brocanelli

No sábado, o Flamengo venceu o Resende pelo placar de 1 a 0. Ouça a narração de Edson Mauro, pela Rádio Globo. Vídeo postado pelo canal Leandro Sports Rádios.

O São Paulo apenas empatou com o Ituano no Morumbi: 1 a 1. Fausto Favara narrou na Jovem Pan.

No Beira-Rio, o Internacional venceu o São Paulo-RS por 1 a 0. Gustavo Manhago narrou pela Rádio Gaúcha. Vídeo postado pelo perfil Gols do Inter.

Em Três Corações, o Atlético-MG venceu o Tricordiano por 2 a 1. Pela Rádio Itatiaia, Mário Henrique Caixa narrou a partida.

Festa em Araraquara com a vitória da Ferroviária sobre o Corinthians pela contagem mínima. Ouça a narração de José Roberto Fernandes, de Rádio Cultura, de Araraquara.

Na Vila, o Palmeiras venceu o Santos de virada. Ouça a narração de Ulisses Costa, da Rádio Bandeirantes.

O Grêmio tomou um susto, mas acabou empatando sua partida contra o Veranópolis. Ouça a narração de Pedro Ernesto Denardin, da Rádio Gaúcha.

O Cruzeiro quase tombou diante da Tombense, mas ficou apenas no empate: 1 a 1. Alberto Rodrigues narrou na Itatiaia.

Os gols do fim de semana

Por Rodney Brocanelli

No clássico de São Paulo, o Palmeiras se deu melhor com uma vitória sobre o São Paulo pelo placar de 3 a 0. Nilson Cesar narrou essa partida na Rádio Jovem Pan. Vídeo postado pelo perfil Leandro Sports Radios.

José Silvério, no seu novo ritmo de trabalho, transmitiu essa partida pela Banderiantes.

Pelo campeonato carioca, o Flamengo bateu a Portuguesa pelo placar de 5 a 0. Edson Mauro narrou pela Rádio Globo.

Em Minas, o América perdeu para o Cruzeiro. 1 a 0. Oswaldo Reis narrou assim.

Ponte Preta e Corinthians empataram em Campinas. 1 a 1. Éder Luiz, que tá de olho no mercado, narrou essa partida na Transamérica.

José Manoel de Barros narrou essa partida na Rádio Jovem Pan.

E Danilo Almeida transmitiu este jogo na parceria entre a Rádio Trianon e a Premium Esportes.

Memória: em 1976, Oscar Ulisses entrevista Pelé para a Rádio Jovem Pan

07/03/2017 1 comentário

Por Rodney Brocanelli

Em 1976, a seleção brasileira enfrentou um adversário muito especial: o Flamengo. Essa partida foi idealizada para arrecadar fundos a fim de ajudar a família do jogador Geraldo, de 22 anos, promessa da base flamenguista, que morreu durante uma cirurgia de amígdalas no mesmo ano. Contando com jogadores da base que conquistou a Copa do Mundo  no México, o Brasil teve um reforço especial para a ocasião: Pelé. Ele ainda atuava pelo Cosmos e topou participar deste jogo, mesmo tendo parado de vestir a amarelinha em 1971. Na véspera, ele atendeu pacientemente aos jornalistas e concedeu uma entrevista exclusiva à Rádio Jovem Pan. Oscar Ulisses foi o jovem repórter destacado pela emissora para essa pauta. Além do amistoso, Pelé falou bastante sobre o amistoso, sem deixar de lado outros temas como sua vida no Cosmos, algumas palavras sobre sua expectativa para o mundial da Argentina, que ocorreria dois anos depois e de temas da época, como por exemplo um possível interesse da equipe norte-americana pelo ponteiro Edu. O Flamengo venceu o amistoso pelo placar de 2 a 0 Ouça abaixo, em postagem feita pelo perfil Futnático, a entrevista de Pelé à Oscar Ulisses.

Oscar Ulisses-104

 

%d blogueiros gostam disto: