Archive

Posts Tagged ‘Sala de Redação’

Morre Holmes Aquino

29/04/2017 1 comentário

Por Rodney Brocanelli, com informações do site da Rádio Gaúcha

Morreu na manhã deste sábado Holmes Aquino, chefe de operações técnicas da Rádio Gaúcha, de Porto Alegre. Ele estava em casa e sentiu um mal estar. Tinha 88 anos.

Seu nome está ligado a inúmeras coberturas externas da Rádio Gaúcha, entre elas Copas do Mundo (a primeira foi em 1962) e partidas da dupla Grenal. Além disso, foi responsável por viabilizar a transmissão de um dos programas importantes na história da emissora: o Sala de Redação. Em depoimento ao livro “Sala de Redação, a Divina Comédia do Futebol, ele contou como tudo começou:

“Isso aconteceu quando a rádio estava no Morro Santa Teresa. O J. Antônio D’avila me chamou e falou que iriam colocar um novo programa no ar que seria comandado pelo Cândido Norberto. Em 1972, quando ocorreu o incêndio da Rádio Gaúcha lá mo Morro, foi montado por nós um estúdio dentro da redação de Zero Hora, localizada na Avenida Ipiranga, no segundo andar. O estúdio era acanhado, não tinha mais do que 12 metros quadrados de área. A porta de entrada dava direto na redação do jornal. O estúdio era composto por uma mesa redonda cercada de várias cadeiras. Bem no centro da mesa, existia um único microfone da marca Neumann, suspenso por um cabo. Exista um segundo microfone, conectado a um longo cabo, justamente para poder fazer um passeio pelas dependências da redação da Zero Hora”.

No processo de implantação do programa, Holmes teve de enfrentar algumas situações constrangedoras, como o roubo de um dos microfones que eram utilizados. Na entrevista ao livro citado acima, ele falou sobre o assunto:

“Vocês podem acreditar que um dia entrei na redação, uns minutos antes da abertura do programa, e presenciei um rebuliço enorme. Aproxime-me do grupo e todos estavam espantados. ‘O que houve?’, perguntei. ‘Roubaram o microfone do Sala de Redação’. Não acreditei. Fui olhar e realmente só estava o cabo desfiado. Haviam roubado o microfone mesmo. Imediatamente providenciei na reposição, e o Sala foi ao ar como de costume. Contudo, não escapei do comentário do Maurício (Sirotsky Sobrinho, o proprietário da rádio). Com muito bom humor, querendo brincar, falou: ‘Também, tendo o Holmes como funcionário era de se esperar que isso acontecesse’, e saiu rindo do fato inédito, do roubo do microfone. Eu, de minha parte, saí de fininho e sumi do local. A gozação dos colegas estava iminente”.

Holmes Aquino chegou à Rádio Gaúcha, em 1960, vindo da Rádio Camaquense para executar a parte técnica do programa de Maurício Sirotsky Sobrinho, atração de auditório que era transmitida todos os domingos diretamente do Cinema Castelo, no bairro da Azenha. Em 2010, recebeu uma homenagem dos colegas de emissora, quando completou 50 anos de atividades. A Central Técnica da Rádio Gaúcha passou a receber seu nome.

O velório acontecerá no cemitério João XXIII Capela 7 partir das 17:00. O sepultamento será amanha as 10:45 no mesmo local.

 

holmes aquino

Rádio Gaúcha já tem vendidas suas cotas de patrocínio para a Copa da Rússia

Por Rodney Brocanelli

Na edição desta quinta-feira do programa Sala de Redação, o apresentador Pedro Ernerto Denardin anunciou que a Rádio Gaúcha já vendeu todas as suas seis cotas de patrocínio para a cobertura da Copa da Rússia que irá acontecer em 2018. Neste domingo, a emissora fará a apresentação oficial de seu plano de cobertura da competição, que vai de 1 de janeiro de 2017 até 31 de dezembro de 2018,  dentro do Domingo Esporte Show, comandado por Rodrigo Oliveira. Alguns ouvintes já estáo sugerindo que Wianey Carlet seja  correspondente no país, baseado na Sibéria.

Logo Gaucha

 

No Sala de Redação, produtor retira rótulo de garrafinha d’agua para evitar merchan

Por Rodney Brocanelli

A Rádio Gaúcha é mais uma emissora que está usando as transmissões em vídeo como uma forma de fazer com que seus programas tenham um alcance além dos aparelhos de rádio. No entanto, seus profissionais parece que ainda não se deram conta de certos detalhes. Na edição da última sexta do Sala de Redação, o comentarista Wianey Carlet levou uma garrafinha d’agua para o estúdio. Até aí, algo normal. Porém, ele não seu deu conta de o rótulo da empresa que faz o engarrafamento ficou bem de frente para a câmera. Para evitar o merchan gratuito, um produtor teve de agir de forma rápida:  ele pegou a garrafinha, retirou o rótulo e colocou de volta no lugar. Tudo isso sem interromper o debate. Note todo esse processo a partir dos 22 segundos. Veja abaixo.

wianey-garrafinha

Zero Hora homenageia os 45 anos das colunas de Paulo Sant’Ana

Um conteúdo especial no site de Zero Hora vai marcar os 45 anos de colunas de Paulo Sant’Ana no jornal. A data de publicação da primeira coluna de Sant’Ana no jornal é 17 de novembro de 1971. A partir desta quinta-feira (17), ZH presenteará o leitor com os melhores textos, um webdocumentário e uma linha do tempo sobre a carreira do colunista.

O webdocumentário reunirá histórias curiosas sobre o homenageado na voz de amigos e colegas. A carreira do colunista, que se encontra em tratamento de saúde, também será contada em formato de linha do tempo, com artigos, fotos e vídeos do comunicador. Na página digital de Opinião, uma vez por semana, será publicada uma coluna de Sant’Ana, para que o leitor possa relembrar os principais textos produzidos ao longo dessas quatro décadas e meia. Nas primeiras semanas, serão divulgados vídeos com colunistas de ZH lendo trechos de cada texto.

Paulo Sant’Ana é formado em Direito e trabalhou como inspetor e delegado de Polícia entre 1973 e 1988. A convite dos jornalistas Cândido Norberto e Lauro Schirmer, começou a participar do programa Sala de Redação, na Rádio Gaúcha, em 1971. No mesmo ano, passou a escrever crônicas diárias na editoria de Esportes de ZH. Na segunda metade da década de 80, começou a escrever sobre outros temas, além do futebol, e a sua coluna passou a ser publicada na penúltima página de Zero Hora, o que a tornou o início do jornal para muitos leitores.

ilustracao_santana

 

Rádio Gaúcha: Sala de Redação renova-se e cresce em todas as plataformas

O programa mais tradicional do rádio gaúcho ganha cara nova a partir do próximo dia 30. Há quase 45 anos no ar, na Rádio Gaúcha, e com mais de 95 mil ouvintes por minuto, o Sala de Redação terá o acréscimo de meia hora de duração em função das mudanças. A primeira delas: o colorado e ator Zé Victor Castiel e o gremista e cantor João de Almeida Neto passarão a integrar o time de debatedores.

Pedro Ernesto Denardin continuará no comando, ao lado dos comentaristas Guerrinha e Wianey Carlet. Os ex-dirigentes multicampeões Fernando Carvalho (Inter) e Cacalo (Grêmio) permanecerão no elenco, abordando os desempenhos de seus times e da equipe rival.

A atração também se estenderá às redes sociais. O Sala Digital será coordenado pelos especialistas de O Bairrista, por meio dos perfis oficiais do programa e com repercussões em @O_Bairrista, @SandroSotigol, @e001, @JuarezRoth e @JuniorMaica. Com isso, mais de 660 mil seguidores imediatamente se somarão ao debate. Um número de WhatsApp vai intensificar a interatividade com os ouvintes/usuários.
Três vezes por semana, o Sala continuará sendo transmitido por streaming de vídeo no site da Gaúcha, inclusive na versão mobile site (gaucha.com.br). Ou seja, simultaneamente, som, imagem e portabilidade.

– O Sala vai ser muito maior do que já é. Essa complementação online-on air deve refletir-se em ambas as audiências. Estamos mostrando que mesmo o programa mais tradicional da rádio pode e deve se modernizar e que mudar está na nossa essência – destaca o gerente-executivo de Jornalismo da Rádio Gaúcha, Cyro Silveira Martins Filho.

saladeredação

regional gaúcha.

As dez melhores gafes do rádio esportivo em 2014

08/12/2014 1 comentário

Por Rodney Brocanelli

Chegou a hora. O blog Radioamantes vai divulgar as melhores gafes do rádio esportivo em 2014. A seleção vem sendo complicada desde 2009 e neste blog, ela chega ao seu quarto ano consecutivo. Nunca é demais repeitr: aqui, o conceito de gafe é bem amplo, não se limitando apenas ao erro cometido no ar, em uma transmissão ao vivo. Entram também momentos insólitos, totalmente fora dos padrões, mas que também provocam risos (ou sorrisos amarelos, como preferir). Divirtam-se.

10 – Como é mesmo o nome da professora do Charlie Brown? – Durante a transmissão da partida entre Corinthians x Fluminense pela web rádio Premium Esportes, surgiu uma dúvida relacionada ao mundo dos quadrinhos: qual é o nome da professora que faz parte do universo das histórias de Snoopy e sua turma. O narrador Sidney Botelho bem que tentou arriscar a resposta, mas sem sucesso.

9 – Haroldo de Souza se diverte com nome de zagueiro que lembra remédio – Durante a transmissão da partida Grêmio x Novo Hamburgo, válida pelo campeonato gaúcho de 2014, o narrador Haroldo de Souza, da Rádio Grenal, tirou um barato do nome do zagueiro gremista Pedro Geromel. De fato, lembra nome de remédio. O comentarista Cristiano Oliveira entrou na onda.

8 – Colegas no curso por correspondência – A partida entre Internacional e Juventude, válida pelo campeonato gaúcho, teve uma paralisação de mais de meia hora devido a um apagão no Estádio do Vale, em Novo Hamburgo. Durante esse período, a principal preocupação das equipes de rádio presentes ao estádio era saber quando a energia iria voltar ou se ela iria voltar. Marcos Couto, da Rádio Bandeirantes, chamou o repórter Saimon Bianchini e disse que este tinha feito um curso de eletricista por correspondência. Saimon respondeu dizendo que fez esse Curso junto com Couto. Um esperto Luiz Carlos Reche notou que se o curso era por correspondência, não havia como os dois serem colegas.

7 – Nome de quarto árbitro derruba repórter na transmissão da Band News FM – Durante a transmissão de Princesa do Solimões x Santos, válida pela Copa do Brasil, o repórter Fábio França passou maus bocados com o quarto árbitro da partida. Alex Muller pediu para que seu nome fosse informado no ar. Quando ele viu que ele se chama Antonio Carlos Pequeno Frutuoso, França teve que se segurar e muito.

6 – A maça do Fabiano Baldasso – Durante a transmissão de Bahia x Internacional, pela Rádio Bandeirantes, de Porto Alegre, o comentarista Fabiano Baldasso resolveu comer uma maça, não sem ser alvo de uma trollagem do narrador Marcos Couto e do comentarista de arbitragem Chico Garcia. Baldasso mando todos irem carpir um lote.

5- Luiz Carlos Reche: melhor jornalista que cantor – 12 de outubro é uma data importante para os católicos. Cada devoto prestou homenagens como pode à Nossa Senhora. Na Rádio Bandeirantes, de Porto Alegre, Luiz Carlos Reche cantou um corinho antes do pontapé inicial de Internacional x Fluminense. Nessas horas é que lembramos o fato de Reche ser melhor jornalista que cantor.

4 – Narrador esportivo se irrita com celular – Durante a transmissão de Caxias x Grêmio, válida pelo campeonato gaúcho de 2014, o narrador Marcos Couto, da Rádio Bandeirantes, de Porto Alegre, perdeu a paciência com seu celular que estava tocando. Até aí, tudo bem. O problema foi o lugar para onde Couto queria mandar o celular.

3 – Em entrevista, Héverton Guimarães faz revelação surpreendente – Héverton Guimarães, da TV Bandeirantes, de Belo Horizonte, concedeu uma entrevista ao programa Resumo Esportivo, apresentado por José Calil, na Rádio Transamérica (SP) sobre o futebol mineiro. No final, Calil fez uma pergunta que conseguiu extrair uma surpreendente revelação do narrador.

2 – Sala de Redação: tensão termina em xingamento – Os ouvintes do Sala de Redação, tradicional programa de debates futebolísticos da Rádio Gaúcha, de Porto Alegre, tiveram a chance de escutar uma discussão mais que acalorada entre os integrantes Kenny Braga e Paulo Sant’Ana. O primeiro é torcedor do Internacional, enquanto que o segundo é declaradamente Grêmio. Para quem é de fora, essa dupla procura representar a voz do torcedor dentro do programa. Entretanto, depois de mais um Grenal, desta vez com vitória gremista com goleada de 4 a 1, o nível de tensão foi acima do normal. Resultado: Kenny xingou Sant’Ana, como é possível ouvir no player abaixo. A conseqüência veio logo: Kenny acabou demitido e Sant’Ana está suspenso e não voltou ao ar.

1 – Tensão no Domingo Esportivo Bandeirantes – No “Domingo Esportivo” da Rádio Bandeirantes em 24 de agosto de 2014, Milton Neves e Neto contaram uma história envolvendo José Luiz Datena e o ex-jogador Capitão Hidalgo, mas o apresentador do “Brasil Urgente” na TV mostrou se irritado.

Conheça as seleções dos anos anteriores:

As 10 melhores gafes do rádio esportivo de 2013

As 14 melhores gafes do rádio esportivo em 2012

As  melhores gafes do rádio esportivo de 2011

As melhores gafes do rádio esportivo no Fanáticos por Futebol

As melhores gafes do rádio esportivo de 2010

As melhores gafes do rádio esportivo de 2009

rádio

Lauro Quadros se despede da Rádio Gaúcha

Por Rodney Brocanelli

Um dos nomes mais populares no rádio e televisão de Porto Alegre está se aposentando: Lauro Quadros fez nesta sexta-feira sua despedida oficial dos veículos da RBS. Na Rádio Gaúcha, ele fazia duas participações: nos programas Polêmcia e Sala de Redação. Aos 75 anos, e 55 de carreira, ele optou pela aposentadoria. No player abaixo, é possível ouvir sua participação derradeira (como contratado) do Polêmica. Cortesia de Edu Cesar, do Papo de Bola.

Rádio-Gaúcha

%d blogueiros gostam disto: